Skip to content

DeCS 2012: revisão inclui 454 novos descritores

altPermitir que a região da América Latina e Caribe tenha acesso à produção científica utilizando seu próprio idioma é uma das formas de facilitar o uso do conhecimento em prol da saúde pública.

Este é o foco de uma das principais ações da cooperação técnica da BIREME/OPAS/OMS, estabelecida com a National Library of Medicine (NLM), nos Estados Unidos, há 25 anos.


Como resultado, está disponível a partir do dia 9 de fevereiro a nova versão 2012 dos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS), atualizados anualmente pela BIREME como ação coordenada pela gerência de Administração de Fontes de Informação (AFI) e que correspondem às versões espanhol e português do vocabulário Medical Subject Headings (MeSH), produzido pela NLM.


O DeCS permite que a mesma terminologia seja utilizada para recuperar informação na área da saúde em três idiomas: espanhol, inglês e português. É usado na indexação de artigos de revistas científicas, livros, anais de congressos, relatórios técnicos e outros tipos de documentos. Os descritores permitem assim a busca e recuperação da literatura científica em bases de dados como LILACS, MEDLINE na BVS.

O DeCS 2012

A partir dos dados da versão do MeSH 2012, disponibilizada em setembro de 2011, foram incluídos 454 novos descritores no DeCS, distribuídos em 15 categorias e 91 subcategorias já existentes. Duas subcategorias, “Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas” (D12) e “Fatores Biológicos” (D23), reúnem 28% dos novos descritores.

Na versão DeCS 2012, as adições e mudanças em relação ao ano anterior são detalhadas na página Visão Geral.

A fim de compor o DeCS 2012, foram concluídas as traduções ao português e espanhol das notas de escopo e de indexação, referentes aos novos termos do MeSH 2012. Também foram concluídas as traduções ao português e espanhol das notas de escopo e de indexação alteradas pelo MeSH em registros já existentes na versão anterior.

A equipe da unidade de Terminologias e Classificações em Saúde (TCS) da gerência AFI também é responsável pela incorporação das adaptações terminológicas ao espanhol da Espanha. Tal adaptação é possível graças a um convênio de cooperação com a Biblioteca Nacional de Ciencias de la Salud (BNCS) do Instituto de Salud Carlos III, da Espanha.

A BNCS enviou em outubro de 2011 as traduções dos 454 descritores novos e em dezembro as definições destes, além da tradução dos descritores modificados para a versão MeSH 2012. No ano passado também foram revistos 2217 descritores, 2426 sinônimos e 2214 definições referentes à categoria E (Técnicas e Equipamentos Analíticos, Diagnósticos e Terapêuticos) pelo BNCS. Coube à equipe do TCS a incorporação dos resultados destas revisões ao DeCS, as quais também comporão a versão do DeCS Espanha 2012.

Desta vez, a versão DeCS 2012 não apresenta mudanças em descritores nas categorias exclusivas do DeCS, que são “Saúde Pública” (SP), “Ciência e Saúde” (SH), “Homeopatia” (HP) e “Vigilância Sanitária” (VS).

AddThis Social Bookmark Button