Skip to content

Saúde da população indígena

altNesta quinta-feira, dia 19 de abril, o Brasil comemora o Dia do Índio. Desde a colonização do Brasil a população indígena tem experimentado condições adversas à saúde, sendo em um primeiro momento vitimada pelos conflitos e posteriormente por doenças como tuberculose, malária, parasitoses, entre outras. Nos últimos anos a saúde dessa população tem apresentados alguns indicadores que demonstram uma melhora significativa da condição de vida.


A Organização Pan-americana de Saúde (OPAS/OMS), por meio do Termo de Cooperação TC 38, tem apoiado tecnicamente a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), no fortalecimento da capacidade nacional em atuar na melhoria da Atenção a Saúde das populações indígenas do Brasil, visando à redução das desigualdades sociais e das inequidades. A cooperação prima pela valorização da interculturalidade e da atuação nos determinantes sociais da saúde.alt

O TC 38 celebrado entre a FUNASA e a OPAS tem por objetivo promover ações de saneamento ambiental nos municípios de até 50 mil habitantes e de atenção à saúde indígena promovendo a saúde pública e a inclusão social com excelência de gestão, em consonância com o SUS e as metas de desenvolvimento do milênio.

A Cooperação Técnica entre OPAS e FUNASA desde 2008 tem contribuído com o Departamento de Saúde Indígena (DESAI), por meio do apoio técnico na implementação, monitoramento e avaliação de ações de saúde nas diversas áreas da atenção básica a saúde, tais como imunização, saúde materna e infantil, controle da tuberculose e vigilância nutricional entre outras, para o alcance desta redução.

altPara mais informação sobre a “Saúde do Índio”, consulte os documentos disponíveis na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS):

http://goo.gl/VCloN

AddThis Social Bookmark Button