Skip to content

CRICS9 culmina com avanços em temas de informação científica e sua relação com eSaúde

alt

O 9º Congresso Regional de Informação em Ciências da Saúde (CRICS9) assinalou “um marco nos temas da gestão de informação científica e técnica, e sua relação com eSaúde”, afirmou a Diretora da Organização Pan-Americana da Saúde, Dra. Mirta Roses Periago, ao encerrar as sessões, na sede da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS).

Sob o tema “eSaúde: aproximando-nos do acesso universal à saúde”, especialistas compartilharam experiências e trocaram informação sobre programas, projetos, sistemas e redes de informação e comunicação científica em saúde na região neste congresso organizado pela OPAS/OMS e seu Centro Latino Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), em Washington, DC. O Diretor da BIREME, Adalberto Tardelli, destacou que o CRICS9 contou com a presença de aproximadamente 400 pessoas de 30 países entre os dias 22 e 24 de outubro.

A Dra. Roses afirmou que este encontro colaborou para impulsionar o cumprimento dos mandatos dos corpos diretivos da OPS, junto com a responsabilidade de implementar as estratégias regionais de eSaúde e de Gestão do Conhecimento e Comunicações.

Em seu discurso, a Diretora destacou a importância de que se tenha avançado em identificar a integração da evidencia científica nas decisões de saúde; em intercambiar experiências y boas práticas em telemedicina nas Américas e que se tenham feito alianças estratégicas; em reafirmar na prática que a tecnologia pode dar soluções a problemas de saúde, em particular às populações vulneráveis; assim como a importância de eSaúde no acesso aos serviços de saúde e em resposta à emergências e desastres, entre outros tópicos.

A Dra. Roses enfatizou a importância de haver revisado o que se pode fazer para incorporar a telemedicina na atenção dos pacientes. “Vemos mais claramente os avanços em direção à democratização do acesso à  informação e ao conhecimento científico”, indicou.

“Apesar de estas tarefas parecerem enormes, se trabalhamos juntos y em redes teremos um resultado melhor e antes do pretendido”, afirmou a diretora da OPAS.

Durante o encerramento, Rosario Guzmán de OPAS República Dominicana, representando os países e a área de Gestão do Conhecimento e Comunicações, entregou um reconhecimento à Dra. Roses, por seu “apoio de tantos anos” à gestão do conhecimento e à informação. A Dra. Roses agradeceu o obsequio.

No CRICS9 os especialistas debateram em conferências magistrais, mesas redondas, painéis e cursos temas relevantes para a saúde pública em base a cinco eixos temáticos: informação para a decisão em saúde, estratégias e políticas públicas, tecnologias de informação e comunicação, telessaúde, e desenvolvimento de capacidades.

Durante o Congresso, a OPAS reafirmou seu compromisso com os Estados Membros em trabalhar pela instauração de políticas nacionais e regionais que promovam o acesso livre, equitativo e aberto à informação baseada em evidências científicas; a formação de trabalhadores da saúde para que possam funcionar na “sociedade da informação”; a disseminação de informação crítica sobre saúde para o público em geral que lhe permita tomar decisões favoráveis a seu estado de saúde; e o fortalecimento da BIREME e a Biblioteca Virtual em Saúde como ferramenta principal para uma melhor gestão da informação científica e técnica em ciências da saúde, entre outros tópicos.

Declaração de Washington

O evento foi antecedido nos dias 20 e 21 de outubro pela 6° Reunião de Coordenação Regional da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS6), cujo tema central foi também eSaúde. O encontro foi um fórum presencial de intercambio de experiências e conhecimento entre a rede de instituições produtoras, intermediárias e usuárias de informação científica e técnica em saúde da BVS.

O diretor da BIREME, Adalberto Tardelli destacou que a importância do tema do CRICS9 este ano está refletida na Declaração de Washington, com a qual culminou a Reunião BVS6, e que enfatiza o fortalecimento da informação e do conhecimento como bens públicos.

Na carta, os integrantes do Sistema Latino Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde instam aos governos da região reforçar o papel da BVS nos sistemas de saúde, e às instituições acadêmicas e os setores da sociedade civil a estabelecer alianças em matéria de pesquisa, formação e capacidade técnica em gestão do conhecimento e da informação, entre outros temas.

De sua parte, se comprometem a priorizar o amplo acesso a todos os recursos de informação e conhecimento que resultem da cooperação técnica entre os países da região; a sensibilizar as autoridades nacionais sobre a necessidade de promover o acesso à informação e incorporar o uso das tecnologias de informação e comunicação das políticas e programas de saúde; e a colaborar para o fortalecimento de redes de pessoas e instituições para compartir informação e conhecimento com a finalidade de melhorar a atenção de saúde e prevenir enfermidades, entre outros tópicos.

Para acessar o texto completo da Declaração

A série CRICS começou em 1992, no marco da reunião dos então representantes dos 37 países que integravam o Sistema Latino Americano de Informação em Saúde, hoje a Rede BVS. Nasceu como um congresso inovador nos campos de informação e comunicação científica, gestão do conhecimento, metodologias y tecnologias de informação e suas aplicações para o desenvolvimento dos sistemas de pesquisa, educação e atenção à saúde. Brasil, Costa Rica, Cuba e México foram países sede do CRICS em edições anteriores.

 

Links relacionados

Blog do CRICS9

Site do CRICS9

CRICS9 Twitter #crics9

CRICS9 Facebook

Página de eSaúde da OPAS/OMS

BIREME

www.paho.org/paho110/

www.paho.org

www.facebook.com/PAHOWHO

www.youtube.com/pahopin

twitter.com/pahowho

twitter.com/opsoms #opsoms

 

Fonte: Tradução livre do texto publicado no Portal da OPAS

AddThis Social Bookmark Button