Boletins Panaftosa

Home


OPAS/OMS apóia pesquisa de vacina contra rotavirus no Brasil.

Imprimir E-mail

Trata-se do “Estudos de Monitoramento da segurança da vacina oral contra o rotavírus, utilizada e comercializada no Brasil”  O projeto tem por objetivo Monitorar o risco de intussuscepção* após a administração da vacina contra rotavírus em crianças de 6 semanas a 11 meses de idade, vacinadas nos serviços de saúde do SUS.

O desenho do estudo é caracterizado por um estudo multicêntrico caso controle pareado por idade (1:4), envolvendo o México e sete unidades federadas do Brasil, que compõem um sistema de Vigilância Ativa de Casos de Intussuscepção*. Fazem parte da abrangência do estudo as capitais dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio grande do Sul, Ceara, Bahia e Paraná.

Este projeto tem a colaboração e o financiamento da Organização Pan-Americana da Saúde - OPAS/OMS, Global Alliance for Vaccines and Immunizations (GAVI US Food and Drug Administration (FDA) Centers for Disease Control and Prevention (CDC), como parte da cooperação técnica entre OPAS e Brasil.

A supervisão do projeto é feito por meio da Gerência Saúde Familiar e Segurança Alimentar e nutrição da OPAS/OMS no Brasil, pelo consultor internacional Dr Brendan Flannery, pela Dra Lucia de Oliveira (OPAS/WC) e Coordenado por Ernesto Isaac Montenegro Renoiner OPAS/OMS no Brasil.

Os dados preliminares do estudo aponta para a inexistência de associação entre a vacina e os casos de invaginação intestinal. O resultado final do estudo deverá ser divulgado em 2º semestre de 2010.

* Intussuscepção – invaginação de uma porção do intestino para dentro de outra, resultando em redução do suprimento sanguíneos ao seguimento intestinal envolvido. Esta condição resulta em obstrução do intestino.

Última atualização em Seg, 15 de Março de 2010 16:09
 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595