Skip to content

Projetos Especiais de Análise de Situação de Saúde para Vigilância em Saúde Ambiental

 O correu no último dia 02 de junho na OPAS/OMS a apresentação de projetos e iniciativas envolvendo análise de situação em saúde para suporte às ações de vigilância em saúde ambiental.

 Estiveram presentes no evento técnicos e gestores do Ministério da Saúde e Ministério do Meio Ambiente, pesquisadores da UFRJ, USP, FIOCRUZ, INPE, CEBRAP, técnicos da OPAS/OMS e demais convidados.

O evento representou um importante passo na consolidação da Vigilância em Saúde Ambiental no Brasil, onde foram apresentados e discutidos projetos estratégicos envolvendo grupos de pesquisa, análise de dados, divulgações de informações, construção de mapas interativos, observatórios, conflitos ambientais dentre outros.  Segue abaixo os detalhes dos projetos apresentados:

1 - Quem é Quem na Saúde Ambiental
Estudo em desenvolvimento sob coordenação da ENSP/FIOCRUZ e apoio do DSAST e da ABRASCO para identificar e caracterizar as iniciativas nas instituições acadêmicas (Grupos de Pesquisas) públicas das esferas federal, estadual e municipal e nas organizações da sociedade civil (ONGs) com atividades no campo das relações de ambiente com a Saúde Ambiental.

2 - Mapa da Injustiça Ambiental
Estudo realizado pela FIOCRUZ e FASE com o objetivo de socializar informações, dando visibilidade a denúncias por parte de populações atingidas; divulgar os conceitos e movimentos relacionados à (in) justiça ambiental; permitir o monitoramento de ações e de projetos que enfrentem situações de injustiças ambientais e problemas de saúde, apoiar debates públicos sobre estratégias e práticas de gestão ambiental, tornando-as mais democráticas e contribuir para mudanças no modelo de desenvolvimento brasileiro de forma a torná-lo mais sustentável, justo e democrático

3 - Atlas das Águas
Projeto da FIOCRUZ que visa a identificação de fontes de informação sobre água, saneamento e saúde no Brasil, construção e seleção e análise de indicadores sobre saneamento, saúde e qualidade da água, mapeamento desses indicadores e disponibilização das informações para gestores e população.

 4 -Atlas de Vulnerabilidade Socioambiental
Projeto do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – CEBRAP com o objetivo de desenvolver instrumentos georreferenciados de consulta e modelagem de uma base de dados de indicadores de saúde ambiental, de modo a permitir a identificação de prioridades com base em informações de vulnerabilidade socioambientais.

5 – SISAM –  Projeto - Sistema de Informações Ambientais Integrado à Saúde Ambiental (SISAM)
Projeto do INPE em parceria com a FIOCRUZ para o desenvolvimento de um banco de dados e indicadores ambientais interativos e georreferenciados produzidos pela parceria FIOCRUZ/CICT/ENSP, MS/SVS/CGVAM e INPE/CPTEC/CEA, incluindo interface web geográfica de fácil manipulação pelos  usuários.

 6 - Observatório de Clima e Saúde
Projeto da FIOCRUZ e do INPE, com participação da SVS/MS e da OPAS  que permite:  análises de situação e identificação de tendências e padrões de clima e condições de saúde, com apresentação de gráficos de tendência qualitativos;contribuição para os sistemas nacionais de alertas e acompanhamento situações de emergência associadas a eventos climáticos relativos as emergências de saúde pública; criação de suporte para o desenvolvimento de estudos  envolvendo as relações entre mudanças ambientais e climáticas e seus efeitos sobre a saúde da população; além de permitir o acompanhamento por parte do cidadão e sociedade civil das condições climáticas, ambientais e de saúde, bem como sua participação ativa nesse acompanhamento por meio de inserção de informações sobre ocorrências de saúde, e sobre eventos climáticos ou tendências.

 7- Painel de Informações de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador - PSAST
Projeto do Ministério da Saúde com a  finalidade de reunir, integrar e disponibilizar aos usuários dados e informações de interesse para análise de situação em saúde O conteúdo disponibilizado no PISAST contribui  para o conhecimento da situação em saúde ambiental do país e fornece informações, metodologias e ferramentas que fomentam as atividades de vigilância em saúde ambiental, podendo ser um instrumento  para diagnóstico, acompanhamento e avaliação da situação de saúde ambiental no território brasileiro.

 8- Mapas interativos
Projeto do Ministério da Saúde onde o usuário pode construir de forma interativa os mapas de seu interesse. A proposta básica deste aplicativo é organização e integração de dados, por meio da constituição de um sistema de informações georreferenciadas, a partir da sobreposição de camadas de informações oriundas das áreas finalísticas do DSAST, e órgãos externos e internos.

9- Aplicativo de Cálculo de População Potencialmente Exposta em Áreas Contaminadas
Projeto do Ministério da Saúde que tem como objetivo a mensuração das populações que residem nas proximidades de uma área contaminada com base nas informações dos distritos censitários do IBGE e do Sistema de Informação de Vigilância de Populações Expostas a Solo Contaminado – SISSOLO.
 
Como desdobramentos da reunião foram definidos os seguintes pontos: novos encontros para avaliação dos avanços dos projetos; fortalecer a troca de informações entre os profissionais envolvidos; apresentar os projetos no I Simpósio de Saúde Ambiental que ocorrerá em dezembro em Belém/PA; estabelecer rotinas de análises para o nível estadual e municipal; fortalecer a mobilização social; criação de um comitê como estratégia de continuidade das iniciativas.


Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595