Skip to content

Cooperação Sul-Sul é tema de seminário sobre Tecnologia e Gestão da Informação realizado pela OPAS Brasil

Imprimir E-mail

Com o apoio do TC 41, a OPAS/OMS no Brasil o realizou de oito a 10 de junho de 2010 o “II Seminário sobre Tecnologia, Gestão da Informação e Conhecimento em Saúde Pública: Compartilhando Experiências” e o “II Workshop de Consolidação da Web 2.0 como Ferramenta de Cooperação Técnica”, com a participação de instituições brasileiras governamentais e de ensino e pesquisa do Brasil, da América Latina, de representantes da CPLP/PALOP e de diversas representações da OPAS/OMS.

O evento, aberto pelo representante da OPAS/OMS no Brasil, engenheiro Diego Victoria, tem como principal objetivo a possibilidade de realização de intercâmbio de conhecimentos, experiências e o estabelecimento de redes colaborativas para construir e melhorar conjuntamente a gestão da informação, da aprendizagem e aplicação do conhecimento em instituições e organismos de saúde nacionais e internacionais.

TC 41

No segundo dia de trabalhos, o coordenador do Programa de Cooperação Internacional em Saúde (TC 41) da OPAS/OMS, médico José Paranaguá de Santana, apresentou o painel “Pontes para a Cooperação Sul-Sul- TC 41”. O coordenador explicou que a cooperação não é um ato unilateral e que o marco referencial da iniciativa é o fortalecimento de alianças com outros países em prol de sistemas públicos, universais e equitativos.

O coordenador do TC 41 disse também que o objetivo geral do Programa de Cooperação Internacional em Saúde é intercambiar conhecimentos e experiências visando as Metas de Desenvolvimento do Milênio e as prioridades programáticas da OPAS/OMS e do Ministério da Saúde/Fiocruz, mediante o fortalecimento da cooperação Sul-Sul do Brasil com triangulação da OPAS/OMS. E concluiu a apresentação salientando que a estratégia programática da ação é fortalecer a capacidade nacional, estimular a formação de redes colaborativas e apoiar o fortalecimento de instituições estruturantes dos sistemas de saúde nos países contrapartes.

CPL/PALOP

A coordenadora da Rede ePORTUGUESe, iniciativa que reúne países da CPLP/PALOP e apoiada pelo TC 41, médica Regina Ungerer,  falou sobre os avanços e perspectivas da iniciativa, salientando que esta foi a primeira vez em  que a Rede é apresentada no Brasil. De acordo com a coordenadora, a Rede, criada em 2005, tem como objetivo fortalecer a colaboração entre os países de língua portuguesa dentro da cooperação Sul-Sul para diminuir a dependência em relação aos países desenvolvidos do hemisfério Norte. Também é objetivo da iniciativa transformar informação em prática e que o idioma português é a sexta língua mais falada no mundo.

O documentalista do Instituto de Saúde de Moçambique, Alfredo Estado José, e o bibliotecário da Biblioteca Nacional de São Tomé e Príncipe, Ireque Ramos, falaram sobre as dificuldades que os países africanos de língua portuguesa enfrentam para construção do conhecimento de forma coletiva devido a baixa conectividade na região. No entanto, salientaram a importância da Rede ePortuguêsE e as iniciativas de cooperação Sul-Sul na triangulação conduzida pelas OPAS/OMS.

No último dia do evento, quinta-feira, a consultora do TC 41, Roberta Santos, falou sobre a “Experiência de WEB para a cooperação técnica da OPAS Brasil” salientando o uso da ferramenta como importante instrumento de trabalho, onde informações de atualidade, técnica e publicações são disponibilizadas ao público. A consultora reafirmou, ainda,  o compromisso do TC 41 em seguir apoiando a iniciativa ePORTUGUESe .

 

Última atualização em Ter, 22 de Junho de 2010 13:20

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595