Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

OPAS/OMS no Brasil recebe missão de análise da Estratégia de Cooperação com o Brasil 2008-2012

nullPara analisar a execução das ações estabelecidas na Estratégia de Cooperação Técnica da OPAS/OMS com a República Federativa do Brasil (CCS) no período de janeiro de 2008 a agosto de 2010, a Organização recebeu uma missão externa conformada pelo Assessor de Programas de País da OPAS, Guillermo Mendoza; pelo Gerente de Relações Externas, Mobilização de Recursos e Parcerias da OPAS, Juan Manuel Sotelo; pelo Assessor Sênior para Sistemas de Saúde e Proteção Social da OPAS, Hernán Montenegro; e pela Oficial em Saúde Pública da OMS, Guadalupe Verdejo.

O principal objetivo da missão foi estabelecer um diálogo com alguns dos parceiros da OPAS/OMS no Brasil para analisar os principais avanços da cooperação técnica em saúde no país e o valor agregado deste trabalho conjunto. Os principais resultados da missão serão analisados em uma reunião de alto nível com as contrapartes nacionais a ser realizada no próximo dia 25 de agosto, em Brasília, e contará com a presença da Diretora da OPAS e as principais autoridades em saúde do país.

nullOs principais resultados da missão foram sintetizados a seguir.

Ressaltado o completo alinhamento das agendas de Mais Saúde e da Estratégia de Cooperação Técnica da OPAS/OMS.

nullMencionada a relação privilegiada do CONASS com a OPAS/OMS, baseada no respeito e confiança mútua e, sobretudo, construída graças a um trabalho sobre temas de grande importância para o SUS que vem sendo desenvolvido há muitos anos, tais como Funções Essenciais de Saúde Pública, violência e saúde, fortalecimento da Atenção Primária em Saúde,, entre outras.

nullA cooperação técnica da OPAS/OMS tem grande importância para a constituição, organização e funcionamento dos primeiros 10 anos de existência de ANVISA. A cooperação técnica se canaliza por meio dos TC e da operação direta em temas pontuais que facilitam a geração de políticas nacionais de vigilância e regulação para o fortalecimento do SUS e para a implementação da cooperação sul-sul.

nullA OPAS/OMS no Brasil tem articulado esforços com outras agências da ONU no país para apoiar o gobernó na abordagem dos desafios identificados tanto na CCS quanto no Marco de Trabalho Conjunto das Agências ONU (UNDAF). 

nullA cooperação técnica da OPAS/OMS permite o intercâmbio de experiências da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (SESAB) com outras secretarias estaduais e outros países; tem dado ritmo sustentável para o alcance da implementação de políticas, para a identificação de prioridades e o favorecimento da aprendizagem em serviço para a equipe da Secretaria.

nullA cooperação técnica da OPAS/OMS no Brasil com a FIOCRUZ possibilita a ampliação do papel da Organização no processo de cooperação sul-sul entre o Brasil e outros Países Membros, com prioridade aos PALOP/CPLP e UNASUL, a partir do intercâmbio de conhecimento e experiências no desenvolvimento de capacidades mediante a criação ou desenvolvimento de “instituições estruturantes” dos sistemas nacionais de saúde, tal como aponta a CCS.

nullA cooperação técnica da OPAS/OMS favorece o cumprimento do mandato do INCA para a implementação da Política Nacianal de Atenção Oncológica com o fortalecimento da capacidade de resposta do SUS na prevenção, tratamento e reabilitação do câncer. A missão da Organização e a facilidade de mobilizar recursos técnicos nacionais e internacionais permite cumprir com a política de cooperação sul-sul.

nullMuito bem avaliada e considerada a atividade que está realizando a OPAS/OMS Brasil com a Rede de Centros Colaboradores do país, alinhando-os com as linhas de cooperação definidas na CCS.

nullA iniciativa Rostos, Vozes e Lugares entrou com força no Brasil, com experiências bem consolidadas em Guarulhos e Olinda, onde o apoio político, a participação social e a intersetorialidade têm sido fundamentais para seu êxito.

nullA intersetorialidade, interagencialidade, a descentralização e o trabalho em rede da OPAS/OMS com seus parceiros no projeto “Vida no Trânsito” são marcas de seu bom andamento.

A assinatura da “Estratégia de Cooperação Técnica da OPAS/OMS com a República Federativa do Brasil, 2008-2012” pela Diretora da OMS, Margaret Chan, pela Diretora da OPAS, Mirta Roses, e pelo Ministro da Saúde do Brasil, José Gomes Temporão, em agosto de 2007, possibilitou à OPAS/OMS realizar cooperação técnica com o Brasil a partir das prioridades, modalidades, enfoques e responsabilidades estabelecidos nesse documento.

 

Proyecto Mais Medicos

Campus Virtual

virus ebola na Africa

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595