Skip to content

Cooperação técnica da OPAS/OMS no Brasil fortalece o controle da fármaco-resistência do HIV na região da America Latina

Imprimir E-mail

A OPAS/OMS no Brasil tem apoiado, durante o ano 2010, o desenvolvimento de estratégias nacionais e projetos especiais de controle da fármaco-resistência do HIV através de ações de cooperação técnica direta em 6 países da região da America Latina: Nicarágua, Guatemala, Argentina, Brasil, El Salvador e Equador.

Os projetos planejados e implantados nestes países fazem parte da estratégia global da OMS para a prevenção e avaliação da fármaco-resistência do HIV, sendo  atualmente adotada em mais de 50 países no mundo com o apoio técnico da OMS e parceiros da WHO HIVDR ResNet, uma rede mundial de expertos de resistência do HIV. O Dr. Giovanni Ravasi da representação da OPAS no Brasil, Assessor Regional para esta estratégia da OMS, coordena estas ações de cooperação em parceria com os Programas Nacionais de HIV/AIDS dos Ministérios da Saúde dos países da região.

A estratégia da OMS para a prevenção e avaliação da fármaco-resistência do HIV inclui a conformação de um grupo de trabalho nacional interdisciplinar e intersetorial de planejamento e coordenação das ações de controle da resistência; o monitoramento de Indicadores de Alerta Precoce (IAP) da fármaco-resistência; estudos de monitoramento da resistência em pacientes sob tratamento antirretroviral; estudos de vigilância da resistência transmitida em pessoas com infecção recente; base de dados nacional de resistência do HIV; apoio a atividades de prevenção da resistência; e divulgação de resultados e recomendações para o controle da resistência.

Em março de 2010 foi realizada uma missão de cooperação técnica na Cidade da Guatemala e Manágua para apoiar o planejamento do monitoramento dos IAP de resistência na Guatemala e na Nicarágua, fortalecer os sistemas nacionais de coleta de dados clínicos e monitoramento e avaliação dos programas de acesso ao tratamento antirretroviral, e desenvolver projetos de vigilância da resistência do HIV. No mês de abril foi realizada uma missão na Argentina para apresentar a estratégia da OPAS/OMS para o controle da resistência do HIV e apoiar o planejamento de um projeto de monitoramento de IAP em lãs farmácias de uma seleção representativa de centros de terapia antirretroviral.

Em julho de 2010 realizou-se em San Salvador (El Salvador), com o apoio da OPAS/OMS e do Projeto Regional de HIV/AIDS do Banco Mundial, o “Encontro de Centro América e México sobre a Vigilância da Fármaco-resistência do HIV e Sistemas de Informação de Pacientes”, para apresentar novidades metodológicas da estratégia de controle da resistência da OPAS/OMS, compartilhar experiências de implantação de projetos nos países da America Central e discutir planos nacionais e regionais de cooperação e colaboração entre países. Sempre em julho de 2010 foi realizada uma missão de cooperação técnica em Quito para apoiar o planejamento do monitoramento dos IAP de resistência no Equador, e discutir projetos de apoio a adesão dos pacientes ao tratamento antirretroviral e de vigilância da resistência do HIV.

No Brasil a OPAS está apoiando a elaboração do projeto RENIC 2010 para a vigilância da fármaco-resistência do HIV em gestantes e o processo de credenciamento de 3 laboratórios brasileiros á Rede Global de Laboratórios de Genotipagem da OMS.

Mais informações sobre os progressos da estratégia da OMS para a prevenção e avaliação de fármaco-resistência estão disponíveis nas paginas web:

Pagina da OMS (inglês)

Pagina da OMS (espanhol)

Pagina da OPAS (inglês)

Pagina da OPAS (espanhol)

Última atualização em Sex, 01 de Outubro de 2010 15:38

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595