Skip to content

Ministro Padilha, recém empossado, destaca câncer de colo uterino e de mama como um de seus compromissos de gestão

Imprimir E-mail

Em seu discurso inaugural no dia 3 de janeiro de 2011 o Ministro da Saúde Alexandre Padilha salientou a necessidade de priorizar na agenda da saúde do país a prevenção e tratamento do câncer de colo uterino e de mama, que acomete com inequidade muitas mulheres em nosso país. Dados do Instituto Nacional do Câncer - INCA mostram a diferença que existe nas taxas de mortalidade por câncer de colo uterino entre as regiões do Brasil, sendo mais alta nas regiões norte e nordeste, provavelmente devido ao diagnóstico tardio, com estadiamentos do câncer mais avançados.

Também, como levantado pelo Ministro Padilha, a qualidade do exame de diagnóstico (papanicolau) ainda tem que ser aprimorada. O Programa Nacional de Controle do Câncer de Colo de Útero, coordenado pelo INCA, elaborou em 2010 documento (Plano de ação para redução da incidência e mortalidade por câncer do colo do útero: sumário executivo) em que dados do SISCOLO/Datasus apontam que em alguns estados das regiões Norte e Nordeste mais de 30% dos municípios apresentam índice de amostras insatisfatórias acima de 5% (percentual considerado como aceitável pela OMS).

As palavras textuais do Minstro Padilha foram:
"Eu quero também assumir um compromisso: acredito que nós precisamos utilizar, aproveitar a oportunidade da presidenta eleita, a primeira mulher presidente da República do país, e fazermos um grande esforço pela prevenção, tratamento, reabilitação, cuidados permanentes dessas várias mulheres que, por vários motivos, não tiveram condições de fazer a prevenção adequada e são acometidas pelos cânceres de mama e câncer de colo uterino. 

Acho que nós precisamos fazer um grande esforço sobre isso. Nós não podemos mais conviver com dados dos serviços de saúde que, ainda hoje, mostram os resultados dos exames colhidos de papanicolau, onde mais da metade, em alguns estados, em algumas regiões, o resultado é ausente porque a qualidade do material foi mal colhido." 

Acesse o link Estimativa 2010: Incidência de câncer no Brasil 

Última atualização em Sex, 07 de Janeiro de 2011 06:52

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595