Home


A OPAS/OMS no Brasil em conjunto com a Secretaria de Vigilância em Saúde/MS e as Secretarias de Saúde do Espírito Santo e de Vitória avaliam os planos de contingências para dengue

nullA OPAS/OMS no Brasil, no período de 10 a 14 de janeiro DE 2011, em conjunto com a Secretaria de Vigilância em Saúde e as Secretarias de Saúde do Espírito Santo e Vitória as ações de no Combate à dengue de seus planos de contingência. Participou desta missão o consultor da OPAS/OMS, Haroldo Bezerra, e esta ocorreu no marco da caravana da dengue que tem a participação direta do Ministro da Saúde Alexandre Padilha.

nullO técnico da OPAS/OMS e do Ministério da Saúde foram recebidos em audiência pelo Secretário Estadual de Saúde, Dr. José Tadeu Marino, nesta ocasião o Secretário agradeceu pelo apoio da OPAS/OMS e do Ministério da Saúde, informou que a dengue é tema prioritário de sua gestão e do Governo do Estado. Foi também discutido neste momento o objetivo da visita que foi de avaliação do estágio de implantação dos planos de contingência do estado e do município de Vitória.

A avaliação teve como metodologia reuniões técnicas e visitas as unidades de saúde, centro de controle de zoonoses, núcleo de entomologia do estado, lacen, laboratório municipal. Durante as reuniões e visitas foram discutidas as ações proposta no plano de contingência e seu estágio de realização para cada eixo temático do plano, tais como: vigilância epidemiológica, controle de vetores, laboratório e educação e mobilização social. Os planos avaliados apresentaram importantes avanços, destacando-se a implementação do sistema de vigilância entomológica do município de Vitória, o qual tem utilizados várias estratégias de monitoramento consorciadas (LIRAa, armadilhas e pesquisa de vírus em mosquitos), implementado ações diferenciadas na eliminação de criadouros, como os encontrados em bueiros e chacos. No plano estadual considera-se importante a implementação da classificação de risco dos pacientes com dengue e o apoio aos municípios nas ações de bloqueio de transmissão por meio das aplicações de inseticidas à ultra baixo volume com equipamentos pesados. Como sugestões as ações de contingência destaca-se a implementação da resposta coordenada pela SES-ES, e a intensificação das ações de controle de focos e do vetor adulto em áreas identificadas como de alto risco segundo os últimos dados entomológicos de 13 de janeiro.

Em 2010, foram registrados  40.761 casos  de dengue, com 1.822 notificações da forma grave da doença (FHD + dengue com complicação), incluindo 16 óbitos confirmados e quatro sob investigação. Neste ano, até a primeira semana epidemiológica (2 a 8 de janeiro) foram registrados 548 casos, deste nove foram classificados como graves (FHD + dengue com complicação), não foram notificados óbitos. O estado do Espírito Santo está entre os 16 classificados como de lato risco para epidemias por dengue, segundo o Ministério da Saúde.

 

:: Eventos



Não há nenhum evento programado

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595