Skip to content

Novos dados da dengue no Brasil, 2011

Segundo os dados divulgados pela Secretaria de Vigilância em Saúde/MS, até 26 de fevereiro de 2011, foram notificados 155.613 casos no país. Deste total, 2.365 foram notificados como casos graves e 241 como óbitos suspeitos. Comparando as notificações de casos deste ano com igual período de 2010 verifica-se uma redução de 37% nas notificações.

A região Norte lidera em número notificações, com um total de 49.101 casos, o que equivale a 32% dos casos notificados no país. Nas demais regiões foram notificados os seguintes números de casos: Sudeste (42.092, 27%), Nordeste (28.653, 18,4%), Centro-Oeste (19.066, 12,3%) e Sul (16.701, 10,7%).

Em uma análise por estados observa-se que cinco destes concentram 53% das notificações realizadas neste período, são eles: Amazonas, Acre, Paraná, Rio de Janeiro e Minas Gerais (vide tabela 1). Quanto à incidência observa-se que dois estados apresentaram alta incidência da doença, nove média incidência e 16 em baixa incidência. O Ministério considera os seguintes valores de incidência: alta quando há mais de 300 casos por 100 mil habitantes; média entre 100 e 300 por 100 mil habitantes e baixa entre 0 e 100 casos por 100 mil habitantes, conforme figura abaixo.

Active Image

 

Active Image

Quanto aos casos graves foram notificados 2.365 casos suspeitos no país. Destes, 471 foram confirmados; 60, descartados e 1.117 permanecem em investigação. A maior parte foi registrada na região Sudeste, que somou 1.126 notificações (47,6%), sendo a maioria no Rio de Janeiro (762). Em relação aos óbitos foram notificados 241 óbitos suspeitos. Destes, 51 foram confirmados; 79, descartados e 112 estão sob investigação. O detalhamento do número de casos graves e óbitos estão na tabela 2. 

 Active Image

Em relação a circulação viral, até o momento, foi detectada a circulação dos quatro sorotipos do vírus dengue: DENV 1, DENV 2, DENV 3 e DENV 4. Este último detectado nos estados de Roraima, Amazonas e Pará.

A Representação da OPAS/OMS no Brasil, em articulação com as instâncias de gestão do SUS, tem realizado uma série de ações que visam impactar na transmissão de dengue no país e evitar os óbitos por esta enfermidade, dentre as quais podemos destacar:

  • Apoio a capacitação de profissionais de saúde no adequado manejo de pacientes com dengue das seguintes unidades federadas: Acre, Amazonas, Ceará, Espírito Santo;
  • Apoio a avaliação dos planos de contingência de cinco estados: Goiás, Espírito Santo, Ceará, Alagoas e Tocantins. Isso no marco da “Caravana da Dengue” instituída pelo Ministro Alexandre Padilha;
  • Criado na Representação do OPAS/OMS no Brasil um grupo de trabalho interprogramático para dengue, com o objetivo de oferecer um apoio integral as ações de prevenção e controle desta doença;
  • Apoio a elaboração de uma proposta de ações integradas de controle vetorial para a cidade de Fortaleza, e de uma sala de situação para o estado do Ceará;
  • Apoio a conformação e capacitação de uma força tarefa de profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares);

Lei na integra o informe da dengue elaborado pela Secretaria de vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595