Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte - MG, recebe colaboração da OPAS/OMS - Brasil para Dengue

nullA pedido da Coordenação do Programa de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte recebeu a visita do Dr. Eric Martinez Torres, Consultor Internacional Dengue OPAS/OMS no Brasil, para apoiar no aprimoramento do atendimento de pacientes com suspeita de dengue. O consultor foi recebido pelo Dr. Fabiano Pimenta, Secretário Municipal Adjunto de Vigilância em Saúde e a Dra. Maria Luiza Tostes, Secretária Municipal Adjunta de Atenção à Saúde.

nullForam visitadas as Unidades de Saúde da Família e o Pronto Atendimento do Distrito de Venda Nova, em Belo Horizonte, bem como o Hospital de Doenças Infecciosas. O Dr. Martinez deu uma conferência sobre a Dengue e Chikungunya para todas as unidades de saúde do município, respondendo a perguntas dos próprios profissionais, e também palestras sobre manejo de pacientes com dengue, no Conselho de Medicina de BH e na sede da UNIMED, com o envolvimento de profissionais de todas as especialidades. Também realizou reuniões de trabalho para analisar as mortes por dengue no município em 2010 e uma reunião final para considerar as possíveis melhorias organizacionais nas unidades municipais, que recebem casos febris suspeitos de dengue. Nessa reunião participaram ambos Secretários Municipais Adjuntos, bem como gestores (ou seus representantes) de Vigilância em Saúde e Informação, de Assistência em Saúde, de Urgência e Emergência, de Apoio ao e de regulação, bem como a Assessora de Comunicação.

A incidência de dengue neste ano em BH é inferior aquela do mesmo período do ano passado, e foi isolado o sorotipo 1 do vírus, com dois óbitos sob investigação atualmente. Em 2010, tiveram 15 óbitos por esta causa, metade dos quais tinham pelo menos outra doença, geralmente crônica, o que significa que os casos de dengue foram com co-morbidades como insuficiência renal crônica, diabetes e outros. Os resultados indicaram a necessidade de tratamento diferenciado para estes pacientes e uma ampliação dos critérios de internação para permitir a internação e melhores cuidados, antes mesmo de desenvolver complicações. Também ficou evidente que maior ênfase deve ser dada às cidades e acompanhamento dos pacientes na unidade de Atenção Primaria de Saúde.

 

Campus Virtual

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595