Skip to content

Formação de profissionais de saúde e cooperação com outros países são discutidas em seminário do Pró-Saúde

Imprimir E-mail

Dnullurante o Seminário da Comissão Assessora do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - Pró-Saúde, que ocorreu no dia 11 de maio de 2011 na Fiocruz Brasília, o Secretário de Gestão do Trabalho e Educação, Milton de Arruda Martins,  falou da necessidade de pensar estrategicamente a formação de profissionais da saúde, considerando o "SUS como Escola" e os diferentes níveis de atenção à saúde. O gerente de Sistemas de Saúde da OPAS/OMS, Félix Rígoli, apontou que temos um laboratório no Brasil de projetos direcionados para "mudança na graduação", e podemos aproveitar as experiencias bem sucedidas para cooperação com outras países.

O Seminário teve como objetivo o planejamento das visitas in loco aos projetos participantes que envolve mais de 300 (trezentos) cursos de graduação da área da saúde em parceria com os serviços públicos de saúde. No Seminário foi destacada a questão da necessidade do alinhamento dos projetos äs ações prioritárias do Ministério da Saúde, como Urgëncia e Emergëncia/ Saúde Mental - Crack e outras drogas/ Rede Cegonha -  e aos outros programas da SGTES, como o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde - Pet-Saúde.

O Pró-Saúde foi criado em 2005, em parceria entre Ministério da Saúde e Ministério da Educação e  Organização Pan Americana da Saúde - OPAS/OMS, e inclui-se entre as atividades do Programa de Políticas de Recursos Humanos em Saúde, no Termo de Cooperação 57. Para mais informações clique aqui.

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595