Skip to content


Sobre o projeto


“Vida no Trânsito” é a denominação, no Brasil, do Projeto Road Safety in Ten Countries (ou “RS-10”), voltado à redução das mortes e lesões causadas no trânsito em 10 países, com o financiamento da Fundação Bloomberg e coordenação global da Organização Mundial de Saúde (OMS) e suas agências regionais. No Brasil, o Projeto é desenvolvido em cinco cidades: Belo Horizonte; Campo Grande; Curitiba; Palmas e Teresina e conta, além do suporte da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS/OMS no Brasil), com o aporte técnico e financeiro do Governo Federal .

A versão brasileira do RS-10 é coordenada pelo Ministério da Saúde conjuntamente com a OPAS e é acompanhada por uma Comissão Nacional Interministerial (veja aqui a Página do Projeto no Ministério da Saúde). O Projeto Vida no Trânsito, apoiado por parceiros  nacionais e internacionais, tem seu foco na redução das mortes e lesões graves no trânsito a partir da qualificação da informação, de ações planejadas, desenvolvidas e executadas intersetorial-mente e na ênfase em dois fatores de risco: direção sob efeito de bebida alcoólica e velocida-des incompatíveis, além de outros, a depender das particularidades locais.

No Projeto,as ações de voltadas à redução da morbimortalidade no trânsito recorrem à Estra-tégia de Proatividade e Parceria (EPP) desenvolvido pela ONG parceira Global Road Safety Partnership (GRSP) e envolvem a interação de órgão gestores dos setores de saúde, trânsito, transporte e segurança pública mas também, em diferentes níveis, as áreas de educação, comunicação, planejamento, ministérios públicos, conselhos comunitários, entidades corporativas e outros segmentos da sociedade. A avaliação do Projeto Vida no Trânsito é coordenada pela Unidade Internacional de Pesquisas em Lesões da Escola de Saúde Pública da Johns Hopkins University, associada a três universidades brasileiras: UFMG, UFRGS e PUC-PR.

A proposição do RS-10, intermediada pela Organização Mundial de Saúde, encontrou no Ministério da Saúde brasileiro sua interlocução natural, de forma que o PROJETO VIDA NO TRÂNSITO se harmoniza com as políticas do Governo Federal, no âmbito da saúde, voltadas à redução das lesões e mortes por acidentes e violências, como o Projeto de redução da morbimortalidade por acidentes de trânsito, além do Termos de Cooperação Técnica junto a OPAS/OMS no Brasil envolvendo o tema, como o TC-56 (Vigilância, Promoção e Prevenção em Saúde) e o Termo de Cooperação ente Países Belo Horizonte-Buenos Aires-Montevidéu.

A qualificação dos atores envolvidos no enfrentamento da morbimortalidade no trânsito está nos cerne do que se visa na implementação do Projeto Vida no Trânsito: a construção de capacidades, empoderando os profissionais locais, de modo a viabilizar sustentabilidade das intervenções. Em outros termos, a apropriação do projeto pelos atores locais.

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595