Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

A OPAS/OMS no Brasil recebe missão internacional de avaliação externa do projeto AMI-RAVREDA de controle da malária

O Projeto AMI/RAVREDA tem representado um canal de cooperação técnica sem antecedentes como apoio no desenvolvimento dos Programas de Controle da Malária nos países da América. A iniciativa tem operado principalmente nos países da Bacia Amazônica e desde o ano de 2008 está estendendo suas estratégias aos países de America Central. Na foto o Representante da OPAS/OMS no Brasil, Diego Victoria, recebe visita dos consultores internacionais Gabriel Schmunis e José Nájera, integrantes da missão de avaliação do projeto da Iniciativa Amazônica Contra a Malária/Rede Amazônica de Vigilância da Resistência aos Antimaláricos AMI/RAVREDA.(Reportagem publicada na TV sobre o tema)

O Projeto nasce como uma iniciativa da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, USAID (responsável pelo componente AMI) e o Escritório da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS, responsável pelo componente RAVREDA), e no ano 2001, em conjunto os países: Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Perú, Suriname e Venezuela decidem atender a séria situação gerada pela malária por Plasmodium falciparum na região em um momento em que a Bacia Amazônica somava quase o 90% dos casos desta espécie para a região da América. Desta forma, inicia-se um trabalho que teve como objetivos esclarecer a situação de resistência aos medicamentos antimaláricos, garantir o acesso e uso de medicamentos de qualidade, tanto como o acesso a um diagnóstico de alta qualidade igualmente, num marco de trabalho que teve como norteador a obtenção das evidências científicas para dar apoio as políticas nacionais expressadas através da gestão dos Programas de Controle da Malária.

Como produto de estudos de alto nível cientifico e técnico, os países participantes mudaram suas políticas terapêuticas em 2006, o qual representou a introdução das terapias combinadas com derivados da artemisinina na região, de uma forma organizada e segura. Adicionalmente, o Projeto desenvolve outras duas linhas de trabalho, relacionadas com a Entomologia e Controle Integrado dos Vetores, assim como a Vigilância Epidemiológica e o desenvolvimento de sistemas de informação inteligentes, para apoiar exercícios de analise eficazes e acertados.
    
A evolução do Projeto  AMI/ RAVREDA tem superado as expectativas com as quais foi criado. A aceitação dos países, e as evidências do sucesso dos seus aportes, fazem com que se considere sua extensão durante mais outro período. Este é o ponto de partida desta segunda Avaliação Externa (a primeira foi feita no ano 2007), onde os atores dos níveis central, intermédio e local, do serviço de saúde, tanto como os habitantes das comunidades, todos envolvidos , puderam fazer referência direta das experiências de Cooperação Técnica dentro do país e entre países, como produtos das atividades deste Projeto multinacional.

A visita de Avaliação possui agenda de reuniões com as autoridades das Secretarias Estaduais de Saúde dos estados do Amazonas e Acre; Gerentes de Endemias do nível estadual e municipal; Encarregados do Programa de Malaria; Pesquisadores destes estados ; Consultores técnicos e trabalhadores de saúde do nível local; Encarregados de atividades de vigilância, diagnóstico, tratamento e seguimento; Encarregados de atividades de controle vetorial. Igualmente, será de muito interesse escutar as opiniões dos habitantes das comunidades, além de observar os diferentes cenários onde se desenvolvem os processos que buscam garantir o acesso a uma saúde de alta qualidade, tendo o Programa de Malaria e suas ações apoiadas pelo Projeto AMI/RAVREDA, como um modelo.

Para maiores informações sobre A Iniciativa Amazônica Contra a Malária / Rede Amazônica de Vigilância da Resistência aos Antimaláricos
Clique aqui: (AMI/ RAVREDA).

 

 

Campus Virtual

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595