Skip to content

Lançamento da Rede de Institutos Nacionais de Câncer (RINC/UNASUL)

Imprimir E-mail

O Representante da OPAS/OMS Brasil Diego Victoria, participou junto ao Senhor Ministro de Saúde Dr. Alexandre Padilha; ao Diretor Executivo do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde - ISAGS, Dr. José Gomes Temporão; ao Diretor do Instituto Nacional do Câncer - INCA, Dr. Luiz Santini,  na mesa de abertura do lançamento da Rede de Institutos Nacionais de Câncer (RINC/UNASUL), coordenada pelo INCA e com o apoio da OPAS/OMS.



Na ocasião foi elaborado e discutido o plano de trabalho da Rede para o próximo ano como proposto pelos países na última reunião da UNASUR ocorrida na Argentina em setembtro de 2010.

 

 

 Sample Image

A Rede de Institutos Nacionais de Câncer (RINC/UNASUL) foi constituída pelo Conselho de Ministros da Saúde da UNASUL SAÚDE em 25 de julho de 2011, através da Resolução 04/2011.

Coordenador: Luiz Antonio Santini
Secretário-executivo: Marco Porto
Assessor de comunicação: Walter Zoss

Endereço: Praça Cruz Vermelha, 23 - 4º andar - CEP 20230-130 Rio de Janeiro-RJ

Telefone: 5521- 3207 1415 - email:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

1. Objetivo

Somar esforços regionais para trabalhar em rede visando ao fortalecimento da prevenção e controle integral do câncer na região da Unasul e nos demais países da América Latina

2. Ações Estratégicas

A proposta de um Plano de Tabalho foi apresentada na primeira reunião técnica da RINC, realizada no Rio de Janeiro, em 26 de julho de 2011, e destaca as seguintes ações:

•incorporação das linhas de trabalho da Aliança da América Latina e Caribe para o Controle do Câncer;
•implantação, avaliação e desenvolvimento de registros de câncer;
•projetos para as prioridades nacionais de cada país participante;
•fortalecimento dos Institutos Nacionais de Câncer da Unasul e dos demais países participantes;
•capacitação de recursos humanos.

3. Histórico

A Aliança da América Latina e Caribe para o Controle do Câncer é reconhecida como o embrião da RINC/UNASUL. Ela surgiu durante a realização do 2º Congresso Internacional de Controle do Câncer, no Rio de Janeiro, em 2007, com as seguintes prerrogativas:

•necessidade de cooperação regional , identificada em reuniões anteriormente realizadas  no México e no Rio de Janeiro e apoiadas pela Sociedade Norte-Americana de Câncer (ACS).

•identificação de desafios comuns para o controle do câncer na região;

•criação de oportunidades para os países com programas bem-sucedidos e compartilhamento das melhores práticas entre os membros da Aliança.
Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, México, Nicarágua, Peru e Uruguai  formaram a Aliança, representados por institutos nacionais de câncer, ministérios da Saúde, sociedades de oncologia e pesquisadores.  Muitos esforços foram empreendidos  na criação de uma comunidade de práticas para o controle do câncer, com ações em áreas prioritárias como o controle do tabagismo e dos cânceres de mama e do colo do útero.

Alguns resultados alcançados pela Aliança foram:

•realização do Simpósio Internacional de Detecção Precoce do Câncer de Mama , no Rio de Janeiro, em 2009;

•instalação da Rede de Bancos de Tumores da América Latina e Caribe em 2008;

•revitalização  da Rede Ibero-Americana de Controle do Tabagismo (Riact);

•reuniões para melhoria da qualidade dos Registros de Câncer, organizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Agência Internacional para Pesquisa do Câncer (Iarc), Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e União Internacional para o Controle do Câncer  (UICC) no Equador (2008) e no Brasil (2009), envolvendo 12 países da região;

•a organização do Serviço de Qualidade em Radiações Ionizantes

•o incentivo à formação da Rede Estados Unidos – América Latina para Pesquisa do Câncer (US-LA CRN), estabelecida em 2009, com cinco países da Aliança e os EUA.

Os avanços alcançados pela Aliança demonstraram a necessidade de se buscar maiores conquistas:

•institucionalização;

•compromisso formal dos respectivos governos;

•regras claras para seu funcionamento;

•criação de uma infraestrutura permanente de apoio;

•ampliação de parcerias.

Com o Tratado Constitutivo da UNASUL, firmado em 2008, e a criação do Conselho de Saúde Sulamericano  - UNASUL Saúde, composta por ministros da saúde dos 12 países participantes, surgia um novo caminho para que fossem constituídas redes operativas,  geridas e reguladas por instrumentos formais, visando à colaboração produtiva nessa área. Uma dessas redes foi o Instituto Sulamericano de Governo em Saúde (Isags).

A RINC/UNASUL começou a se formar a partir da orientação do Comitê Coordenador do Conselho de Ministros da Saúde da Unasul Saúde para criar uma rede de institutos ou programas nacionais do câncer que viabilizassem a adoção de estratégias comuns de prevenção e controle da doença no região da UNASUL (ata da reunião de 2 a 4 de março de 2010, no Rio de Janeiro). Esta decisão foi ratificada no mês seguinte, durante a reunião do Conselho de Ministros de Saúde em Cuenca, no Equador (ata da reunião de 30 de abril). O Brasil foi incumbido de realizar a primeira reunião técnica da RINC/UNASUL no Rio.

Reunidos em Buenos Aires para a criação do INCA Argentina, em setembro de 2010, representantes da Aliança  e de outras instituições de câncer, formalizaram sua intenção de constituir a Rede de Institutos Nacionais de Câncer da UNASUL (Declaração de Buenos Aires).

O Instituto Nacional de Câncer do Brasil foi eleito para organizar a primeira secretaria executiva e elaborar um Plano de Trabalho, articulado com o Plano Quinquenal da Unasul Saúde.

4. Documentos

Ata da reunião do Comitê Coordenador do Conselho de Ministros da Saúde da UNASUL SAÚDE, de 2 a 4 de março de 2010

Ata da reunião do Conselho de Ministros da Saúde da UNASUL SAÚDE, de 29 e 30 de abril de 2010

Resolução 04/2011 de 25/7/2011 do Conselho Sulamericano de Saúde da UNASUL SAÚDE que constitui a RINC/UNASUL

Fonte: INCA

Última atualização em Qui, 04 de Agosto de 2011 14:26

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595