Skip to content

Programa de Cooperação Internacional em Saúde

Cooperação sul-sul Brasil-Peru forma gestores de RH de sistemas de saúde

A realização do módulo de Gestão do Trabalho do 2º Curso Nacional de Gestão de Políticas de Recursos Humanos, em Lima, no Peru, foi avaliada positivamente pela coordenadora, no Brasil, do projeto Curso Internacional de Gestão de Recursos Humanos em (CIRHUS). Para a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Janete Castro, com a finalização deste módulo, o penúltimo do curso, cumpre-se o acordo de cooperação brasileira com as instituições de saúde do Peru.

O curso representa um dos desdobramentos do iniciado em 2006, com o propósito de fortalecer capacidades nacionais para a condução de políticas de gestão do trabalho e da educação na saúde e a constituição de consórcios internacionais de cooperação técnica (redes colaborativas) para a área. 

Nos anos de 2006 e 2007 foi realizado um curso internacional para cinco países: Colômbia, Chile, Equador,Venezuela, Peru e Brasil. Na ocasião estiveram presentes quatro representantes do Peru: três do Ministério da Saúde, e um da Universidade Cayetano Heredia. No programa constavam as oficinas de capacitação pedagógica para os docentes peruanos.

"Assessoramos a adaptação do curso brasileiro (CADRHU) para a realidade peruana e apoiamos a realização de dois cursos nacionais, ministrando módulos. Agora, cremos que o Peru já desenvolveu capacidade para seguir sozinho no desenvolvimento dos futuros cursos. É nesta perspectiva que consideramos exitosa a participação brasileira, representada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/Brasil), Ministério da Saúde e Universidade Federal do Rio Grande do Norte", avaliou Janete Castro.

Ainda sobre esse processo de cooperação técnica, o assessor internacional de Recursos Humanos da OPAS para a região Andina, Nobert Dreesch, destaca a aplicabilidade e benefícios do curso para outros países. "O CIRHUS responde a diferentes necessidades, uma delas é oferecer capacitação para o desenvolvimento e gestão de políticas de recursos humanos que tem que ser incorporada por diferentes níveis de coordenação dos sistemas de recursos humanos nacionais. Responde neste sentido, às necessidades dos países andinos, mas também pode ser aplicada a outros países da região das Américas".

Refletindo sobre o CIRHUS no Peru, a coordenadora pedagógica do projeto no país, Zully Acosta, diz que para a Universidade Cayetano Heredia foi importante participar do projeto CIRHUS "porque a instituição se converteu em uma referência nacional para o tema em Gestão de Políticas de Recursos Humanos".

Para o assessor nacional de Recursos Humanos para a OPAS no Peru, Giovanni Escalante, o CIRHUS está contribuindo para o desenvolvimento de capacidades dos funcionários e dos gestores dos governos regionais e do Ministério da Saúde. "É estimulante observar os gestores do governo nacional e os governos regionais problematizarem e proporem, juntos, melhorias para a gestão do trabalho em saúde", finaliza.

O curso é promovido pela Universidade Peruana Cayetano Heredia com assessoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e tem o apoio do Ministério da Saúde do Peru e da OPAS/OMS pelo Programa de Cooperação Internacional em Saúde (TC 41).

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595