Boletins Panaftosa

Home Página Inicial Curso de formação em MOPECE no Estado da Bahia. Uma ferramenta aplicada na cooperação técnica entre OPAS/OMS no Brasil e SESAB


Curso de formação em MOPECE no Estado da Bahia. Uma ferramenta aplicada na cooperação técnica entre OPAS/OMS no Brasil e SESAB

nullA OPAS/OMS no Brasil em cooperação com a Secretaria de Saúde da Bahia (SESAB) apresenta, com grande satisfação, os Módulos de Princípios de Epidemiologia para o Controle de Enfermidades (MOPECE) na versão traduzida para a língua portuguesa. O curso esta sendo ministrado na cidade de Salvador entre os dias 22 a 26 de agosto de 2011, destinado aos técnicos de vigilância epidemiológica no nível central da SESAB.

O curso conta com a coordenação do epidemiologista do Escritório Central da OPAS em Washington, Oscar Mujica, com a participação de três especialistas brasileiros: Verena Souza, Daniel Coradi e Juan Cortez. O coordenador da Unidade Técnica de Saúde da Mulher, Homem, Gênero e Diversidade Cultural, Rodolfo Gómez  Ponce de Leon, participa do curso e da diagramação das ações de seguimento a médio e longo prazo do projeto junto às autoridades da SESAB.

O MOPECE é um instrumento de capacitação em epidemiologia básica, voltado para profissionais de saúde, especialmente aqueles que atuam nos serviços de saúde locais, que tem por finalidade promover o conhecimento e a aplicação prática dos conteúdos epidemiológicos no enfrentamento dos problemas de saúde local, assim como no apoio ao planejamento e gestão em saúde.null
 
Como parte das atividades programadas no TC 53, prevê a formação de facilitadores do MOPECE para expandir a os 417 municípios do estado da Bahia. O grupo de 34 profissionais foi cuidadosamente selecionado para participar da oficina, além de duas técnicas convidadas da Secretaria de Saúde do Município de São Paulo, integrando horizontalmente os TCs coordenados pela Gerência de Saúde Familiar e Ciclo de Vida. null

Os objetivos do MOPECE são:
• Capacitar profissionais e equipes locais de saúde na aplicação sistemática dos conceitos, métodos, técnicas e focos básicos da epidemiologia para o controle de enfermidades e problemas de saúde das populações.
• Proporcionar uma “linguagem comum” necessária para o desenvolvimento de redes de comunicação e informação epidemiológica entre as equipes multidisciplinares locais de saúde, incluindo a operação de sistemas interligados de vigilância na saúde pública.
• Reforçar os serviços locais de saúde na sua capacidade de organização e resposta oportuna e eficiente ante situações de alerta epidemiológico.
• Estimular o desenvolvimento e fortalecer as capacidades analíticas e resolutivas  da prática epidemiológica na gestão local da saúde.

 

Mais informações sobre o concurso de desenho, clique aqui!

 

 

Rede de Relacionamento

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595