Boletins Panaftosa

Home


As Doenças Crônicas Não Transmissíveis, um novo capítulo da Saúde Pública Global, disse o Ministro Padilha no 51º Conselho Diretor da OPAS/OMS

Imprimir E-mail

O Ministro da Saúde do Brasil, Alexandre Padilha, em 26 de setembro de 2011, na cidade de Washington D.C., no 51º Conselho Diretor da OPAS/OMS destacou o tema das Doenças Crônicas não Transmissíveis como uma das questões fundamentais da saúde pública mundial e do Brasil.

O ministro Padilha disse que para o Brasil inicia um novo capítulo na saúde global, com as reuniões preparatórias para a Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Comentou que morrem quatro de cada cinco pessoas com estas doenças, tais como hipertensão, diabetes, câncer, doenças respiratórias crônicas e que se inaugura uma grande prioridade nesta área, particularmente para os países em desenvolvimento. O Ministro colocou que desta forma se ultrapassa, se supera, aquele debate que separava a prioridade dada para as doenças infecciosas em relação às doenças não transmissíveis. Agora, estas são reconhecidas como problemas de saúde pública e todo mecanismo que a Saúde Pública tem desenvolvido nos últimos anos tem que ser aproveitado para enfrentá-las.

A OPAS/OMS tem um papel decisivo para coordenar e apoiar os países das Américas para assumir e reconhecer as Doenças Crônicas não Transmissíveis como problemas prioritários de seus governos, em agendas onde o acesso e os direitos à saúde sejam absolutamente estendidos, com particular atenção sobre estas doenças. "A motivação da Delegação de Saúde do Brasil está relacionada com a atenção e discussão das estratégias para combater este tipo de doenças", disse o ministro.

Neste sentido, acrescentou que a Conferência Mundial sobre Determinantes Sociais, que acontecerá de 19 a 21 de outubro de 2011 no Rio de Janeiro, tem tudo a ver com este novo capítulo que se inaugura na saúde pública mundial. Para o Brasil, debater sobre os fatores sociais relacionados com o surgimento das Doenças Crônicas não Transmissíveis, mas sobretudo, com a desigualdade no acesso ao tratamento, as terapias e o tema dos fatores de risco, é fundamental para que o mundo inteiro assuma o enfrentamento dos determinantes sociais como uma agenda própria. Esta Conferência envolve os setores da Economia, Desenvolvimento Social, Educação, sendo que o Setor Saúde tem a grande responsabilidade de liderar esta relação e, sobretudo, posicionar-se como um espaço de aproximação entre os países, para enfrentar esta situação.

Última atualização em Qua, 28 de Setembro de 2011 14:22
 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595