Home Banco de Notícias


Autoridades de saúde das Américas se reúnem para discutir Estratégias Regionais de Saúde

Imprimir E-mail

nullNo dia 26 de Setembro de 2011, autoridades de saúde das Américas estiveram presentes na abertura do 51º Conselho Diretor da Organização Panamericana de Saúde (OPAS) elogiando a gestão da Organização nos últimos anos e apontando para os desafios que enfrentam em diferentes áreas da saúde.

Na abertura da reunião, a Diretora da OPAS, Dra. Mirta Roses, fez referências ao curso desafios da saúde pública e ameaças e citou a reunião do Conselho Diretor como uma ocasião para "corrigir nosso rumo. . . uma vez que esta é a única maneira de se conseguir benefícios tangíveis para a saúde do nosso povo".

Dra. Roses fez referência a uma variedade de estratégias e planos de ação que serão considerado durante a reunião, acrescentando que os desafios para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) estão entre uma série de compromissos que devem ser cumpridos, incluindo aqueles firmados pelos líderes regionais na recém encerrada Reunião de Alto Nível da Assembléia Geral sobre Doenças Não-Transmissíveis.
 
Uma resposta adequada a estes desafios exige uma ação adequada sobre os determinantes sociais da saúde, bem como um constante processo de inovação, observou a Dra. Roses. Dentro deste quadro, a consulta regional sobre a reforma da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Estratégia e Plano de Ação sobre o eHealth são "aspectos fundamentais dessa reinvenção constante".

nullA Diretora da OPAS concluiu suas observações, observando: "Esta capacidade de nos reinventar, para usar as lições aprendidas em resposta aos novos desafios, para dar respostas rápidas, para trabalhar incansavelmente para fechar as lacunas, para construir constantemente nossas conquistas e lutar para sustentá-las, junto a audácia de imaginar, e, de certa forma, antecipar o futuro, tem sido uma característica diferenciadas da forma como a nossa organização trabalha. "

A Diretora Geral da OMS, Dra. Margaret Chan expressou seu apreço pela solidariedade da Região das Américas na reconstrução de infra-estrutura da saúde do Haiti "praticamente do zero", acrescentando que "a contínua ameaça de cólera aumenta a urgência para essa tarefa." Ela destacou as Américas como "a região que está realizando o maior avanço no tratamento das desigualdades, graças a seu compromisso inabalável com a cuidados de saúde primários ".


Retomando a questão do controle do tabaco, Dr. Chan elogiou os esforços em curso nas Américas, observando que "tendo o ônus financeiro de arbitragens comerciais e de investimento é difícil para qualquer país, mas especialmente para países pequenos como o Uruguai." Ela conclamou os países a "não ceder" à indústria do tabaco, acrescentando que "se um país cede a essas táticas, outros vão cair como dominós."

A Secretária de Saúde dos EUA, Kathleen Sebelius, juntou-se à Dra. Chan em reconhecer o Governo do Uruguai por seus esforços para promover ambientes livres de tabaco e conclamou outros países a juntarem-se em esforços semelhantes. Referindo-se às discussões realizadas na Reunião de Alto Nível das Nações Unidas sobre doenças não transmissíveis, ela disse aos ministros da saúde que seu país "está se empenhado em aprender com os nossos parceiros em toda a Região e no mundo", acrescentando: "A menos que façamos um trabalho melhor impedindo e tratamento de doenças crônicas, o custo vai continuar a crescer para todos nós. "

O Secretário de Saúde do México, Salomón Chertorivski Woldenberg, que ocupou a presidência do Conselho Diretor, também observou a importância da recente reunião da ONU sobre doenças não transmissíveis, elogiando os países do Caribe por sua iniciativa, notando a necessidade para a colaboração internacional para enfrentar o desafio que eles representam.

"Os constrangimentos orçamentais para melhoria da saúde pública na região das Américas demanda que continuemos a desenvolver estratégias inovadoras, eficientes e sustentáveis; investir mais em programas de prevenção de doenças e promoção da saúde, e aproveitar as lições aprendidas e as intervenções que já provaram sucesso", disse Chertorivski.

Ele também observou a importância da implementação do Regulamento Sanitário Internacional e de "comunicação e de ação integrada entre países para proteger a saúde pública global."

O Subsecretário-Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Albert Ramdin, pediu a colaboração contínua entre a OEA e a OPAS na integração das  agendas políticas e de saúde da Região, colocando em prática políticas conjuntas. Ele disse que a democracia e desenvolvimento não são apenas interdependentes, mas se reforçam mutuamente, e políticas de saúde são uma parte importante deste processo.
Kei Kawabata, gerente do Setor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) Social, elogiou a OPAS / OMS pela mobilização de compromissos de diferentes setores para promover e melhorar a saúde nas Américas. Ele disse que escolha pelo o assunto de DNTs nas Nações Unidas foi um feito importante e que a declaração e a política devem ser seguidas por ações.

"Nós enfrentamos agora o desafio de garantir que esta declaração se traduza em propostas concretas e ações efetivas para melhorar as condições de saúde para população da Região", disse Kawabata. Ele observou que o BID considera o seu trabalho conjunto com a OPAS como essencial para apoiar os países membros das instituições na aplicação de políticas eficazes. Ele observou que a Saúde é uma das sete áreas de ação prioritárias do BID e que está trabalhando para melhorar os indicadores de saúde na Região durante a próxima década.

A agenda para a reunião desta semana do Conselho Diretor, que dura até 30 de setembro, também inclui:

* Estratégia e plano de ação em saúde urbana
* Estratégia e plano de ação sobre eHealth
* Plano de ação para reduzir mortalidade materna
* Plano de ação sobre a epilepsia
* Estratégia e plano de ação sobre mudanças climáticas
* Plano de ação sobre segurança rodoviária
* Plano de ação para reduzir o uso nocivo do álcool
* Estratégia e plano de ação sobre a malária
* Relatório sobre a Reunião de Alto Nível das Nações Unidas Alto Doenças Não Transmissíveis


LINKS de interesse:
 
http://www.paho.org/dc51
http://www.paho.org
http://www.facebook.com/PAHOWHO
http://www.youtube.com/pahopin
http://twitter.com/pahoeoc
http://twitter.com/pahowho
http://twitter.com/opsoms
http://www.livestream.com/paho
www.picasaweb.google.com/pahopin

Última atualização em Qui, 29 de Setembro de 2011 15:08
 

Banco de notícias

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595