Skip to content

Fiocruz fará pesquisa para identificar perfil da Enfermagem no país

Imprimir E-mail

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com o apoio financeiro e técnico do Ministério da Saúde (MS) por meio da Rede Observatório de Recursos Humanos, vai fazer um estudo para traçar o perfil dos profissionais de Enfermagem no país. A pesquisa e contará com a participação de aproximadamente 50 mil profissionais, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares de Enfermagem.

Segundo dados do MS, juntamente com os médicos, esses profissionais representam cerca de 70% da força de trabalho do Sistema Único de Saúde (SUS).

A pesquisa deverá ser concluída em dois anos e foi oficialmente lançada no dia 14 de setembro de 2011, durante reunião plenária do Conselho Nacional de Saúde. O objetivo do estudo é produzir ferramentas para a elaboração de políticas publicas para o setor bem como aprimorar a gestão do trabalho em saúde.

A coordenação geral da pesquisa está a cargo do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Recursos Humanos da Escola Nacional de Saúde Pública, ligada à Fiocruz. A execução do estudo contará com a participação do Conselho Nacional de Enfermagem (Cofen), a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) e a Federação Nacional de Enfermagem (FNE).

A avaliação vai abranger as três categorias da Enfermagem – profissionais de nível superior (enfermeiros), médio (técnicos) e fundamental (auxiliares) que vão responder a questionários encaminhados pelo Conselho Nacional de Enfermagem. Também serão considerados dados cadastrais e outras informações fornecidas pelo Cofen.

A Rede Observatório, entidade que fornecerá apoio técnico à pesquisa, é um apoiada pela OPAS/OMS pelo Programa de Política de Recursos Humanso em Saúde (TC 57).

Última atualização em Sex, 30 de Setembro de 2011 15:18

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595