Skip to content

A OPAS/OMS no Brasil e o Ministério da Saúde apóiam ao Rio de Janeiro na área de assistência ao paciente com dengue

nullA OPAS/OMS no Brasil, no período de 17 a 19 de outubro de 2011, articulada com a Secretaria de Atenção à Saúde/SAS e com a Coordenação-Geral do Programa Nacional de Controle da Dengue/CGPNCD/SVS, do Ministério da Saúde, apoiou Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro/SES-RJ nos trabalhos de preparação e organização da atenção ao paciente com dengue para o verão 2012.

nullDurante essa assessoria foi apresentado, as autoridades de saúde locais, o novo protocolo clínico de manejo de pacientes que está contido nas Diretrizes Nacionais, recentemente revisadas. Foi também discutida a implementação da nova proposta de capacitação rápida (10min) de profissionais de saúde das unidades de saúde Estaduais e Federais do Rio de Janeiro. A mesma estratégia também foi discutida com técnicos da FIOCRUZ, ONG (Médicos sem Fronteiras), Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio e da Secretaria Estadual de Saúde. Esta atividade foi coordenada pelo Assessor da SAS, Rodrigo Said, e aconteceu na FIOCRUZ.

No âmbito da gestão de conhecimento, o consultor OPAS internacional para dengue, Eric Martinez, ministrou uma palestra para profissionais de saúde sobre a clínica e manejo de pacientes com dengue, participaram também da palestra os Assessores da SAS, Rodrigo Saide e Renato Fontoura. A palestra ocorreu, dia 18 de outubro de 2011, no auditório da Federação de Hospitais do Rio de Janeiro, com aproximadamente 40 participantes.

Todas estas ações têm por objetivo apoiar o aprimoramento dos planos de contingência estaduais e municipais, e faz parte das atividades de preparação para o enfrentamento da dengue no próximo verão. Espera-se também com esse tipo de atividade fomentar a elaboração de planos de contingência das próprias unidades de saúde, e assim buscar diminuir o risco do agravamento dos casos e óbitos. Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, o estado do Rio de Janeiro foi o que reportou o maior número de óbitos no país (134), e houve um aumento de 488% no número de casos quando comparado a igual período de 2010 (até a 39ª semena epidemiológica, 1º/10/11).

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595