Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

Representante da OMS em Genebra visita Teresina-PI para acompanhar o progresso local do Projeto “Vida no Trânsito”, em 7 e 8 de novembro de 2011

Meleckidzedeck Khayesi, oficial da Organização Mundial de Saúde designado para o acompanhar a inciativa global de segurança viária Road Safety in Ten Countries visitou a capital nordestina que integra projeto coordenado localmente pela OPAS/OMS no Brasil e pelo Ministério da Saúde.  

 

Em missão voltada a verificar a evolução do projeto, o técnico do Departamento de Prevenção de Lesões, Violências e Incapacitações da OMS, responsável pelo acompanhamento do progresso dos trabalhos no Brasil, México e Turquia, esteve na capital piauiense, acompanhado de técnicos da OPAS/OMS no Brasil e da Comissão Nacional do Projeto, liderada pelo Ministério da Saúde.

A intensa programação em Teresina incluiu reuniões com autoridades das três esferas de governo, um hospital referência local, participação em oficinas e em blitzen de ações integradas de órgão de trânsito e policias. 

O primeiro dia da missão, teve início com uma reunião com o Prefeito Elmano Férrer, onde participaram também o Diretor do Departamento Nacional de Trânsito – Denatran, Julio Arcoverde, o Diretor do Departamento de Análise de Situação em Saúde, da Secretaria de Vigilância Sanitária (DASIS/SVS) do Ministério da Saúde, Otaliba Libânio. Presentes também a este encontro estiveram técnicos da OPAS/OMS no Brasil responsáveis pelo projeto, do Ministério da Saúde, da Comissão Nacional, além de representantes da área de saúde,  órgão gestores de trânsito e segurança do Município e do Estado. Khayesi, foi informado acerca da trajetória do projeto na cidade e suas particularidades (veja mais sobre reunião na prefeitura neste link). 

No início da tarde a missão foi recebida no Palácio do Governo pelo Governador do Estado do Piauí, Wilson Nunes Martins, que ouviu do membros da comitiva uma explanação acerca do Projeto e suas conquistas desde 2010, quando foi trazido à cidade. Neste encontro a comitiva ouviu do Governador o compromisso da continuidade do apoio ao Projeto. (veja mais sobre a reunião com o Governador neste link

Ainda na mesma tarde, o segundo compromisso foi com Ministério Público do Estado do Piauí. Na visita a comitiva conheceu a campanha “O Ministério Público pela Paz no Trânsito e em Defesa da Vida”, apresentado pela representante do MPE-PI, a Promotora Dra. Marlúcia Gomes Evaristo. À apresentação seguiu-se onde uma rica discussão, troca de ideias e encaminhamentos (veja mais sobre reunião no MPE-PI neste link).

À noite a programação continuou. Representes  da OMS, OPAS, MS e  DENATRAN acompanharam a “Operação Salva-Vidas”, onde agentes da Superintendência de Transporte e Trânsito de Teresina (STRANS, esfera municipal), destacamentos da Polícia Militar e agentes do DETRAN (esfera Estadual), e da Policia Rodoviária (esfera Federal) juntam-se em uma ação integrada, com mais de 200 agentes atuando em blitzen em vários pontos da cidade. 

No dia seguinte, o oficial da Organização Mundial de Saúde e a comissão que o acompanhava participaram de apresentações e seminários no SEST/SENAT, entidade civil dedicada aos trabalhadores do setor de transporte. A sessão, foi coordenado por Audea Lima, Coordenadora do Departamento de Educação da STRANS e do Projeto Vida no Trânsito em Teresina, e teve inicio com a exposição dada por Ana Amélia Pedrosa, da Fundação Municipal de Saúde.

Ana Amélia apresentou a contribuição atuação do setor saúde, dando ênfase aos aspectos relativos aos processos, rotinas e dificuldades na coleta e análise dos dados relativos aos acidentes e às vítimas. Apresentou ainda o aprimoramento do formulário de registro para o SAMU. A apresentação foi seguida de outra atividade - a apresentação da experiência exitosa do programa Lei Seca no Rio de Janeiro, feita por uma equipe vinda daquela cidade, apresentada pelo coordenador da Operação Lei Seca, major Marco Andrade (PM-RJ). 

Por fim a missão em Teresina visitou, pela tarde, o Hospital de Urgência de Teresina –HUT, onde a Diretora Geral da Instituição, Dra. Clara Leal, recebeu a comitiva, apresentou dados locais, seguida de um sumário do projeto, trazido por  Audea Lima da STRANS, levando os visitantes a conhecer os setores de traumatologia do HUT.  

 

A visita de Meleckidzedeck Khayesi e do grupo que o acompanhou em Teresina permite o seguinte balanço, a partir de cada atividades (em termos sumários).

1. As audiências com o Prefeito, envolvendo gestores das áreas de segurança pública, trânsito, transporte e saúde, reforçou o compromisso do Município com o sucesso do Projeto;

2. A recepção da missão pelo Governador renovou o compromisso com o auxílio fundamental do órgãos do Estado – particularmente do DETRAN da Polícia Militar –instituições que viabilizam informação e fiscalização essenciais ao sucesso do Projeto;

3.  A visita marcou e reforçou a importante participação de órgãos como o Ministério Público na causa da redução da morbimortalidade no trânsito. O poder e a credibilidade da instituição e sua atribuição de entidade que cobra a ação do Estado empresta força à rede de relacionamento amealhada pelo Projeto.   

4. Os acompanhamento das blitzen conjuntas exemplificaram a prática da ação integrada – e mesmo a inviabilidade da eficiência da ação fiscalizadora sem essa premissa;

5. A mesma ideia de integração se deu na oficina no SEST/SENAT, onde o seminário do grupo do Rio de Janeiro exemplificou a prática da troca de experiências, e a onde Fundação Municipal de Saúde mostrou sua contribuição para a qualificação da informação;

6. O diálogo com a direção do HUT permitiu encaminhar demandas para a busca de indicadores para a aprimorar o monitoramento e avaliação do progresso das ações propostas pela equipe local do projeto Vida no Trânsito;

7. O esclarecimentos de dúvidas, a troca de informações, impressões, sugestões, expansão e consolidação das redes de relacionamento  durante as atividades previstas otimizaram os ganhos da missão em Teresina;

A visita, enfim, beneficiou o Projeto, à medida que o fortaleceu em nível local e nacional, reforçando parecerias, encorajando a continuidade dos trabalhos e a busca soluções para as suas dificuldades. O conhecimento in locu da realidade do projeto e o diálogo direto com os atores locais, por outro lado, proporciona aos interlocutores da OMS uma insubstituível experiência da realidade local. 

Teresina é uma das cinco capitais que integram o Projeto “Vida no Trânsito” – nome brasileiro para o projeto RS-10 (Road Safety in Ten Countries), financiado pela Bloomberg Philanthropies em 9 outros países, com coordenação global da Organização Mundial de Saúde, junto a seus escritórios  regionais, como a OPAS, nas Américas. A capital piauiense foi a primeira cidades brasileira visitada pelo oficial técnico da OMS.


 


Campus Virtual

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595