Skip to content

Projeto AMI RAVREDA desenha Plano Estratégico Regional de Entomologia 2011-2015, em apoio aos Programas de Malária da Região

Na Cidade de Guatemala, durante os dias 1 a 4 de novembro de 2011, como parte das atividades do projeto AMI RAVREDA, seus parceiros, a RTI, OPAS/OMS e o CDC de Atlanta desenvolveram  importantes discussões para gerar o Plano Estratégico para Entomologia e Controle de Vetores de Malária, sob o enfoque do Manejo Integrado de Vetores.

Participaram desta reunião expertos em entomologia, parceiros de AMI RAVREDA, do Research Triangle Institute RTI International,  doutores  Jacob E. Williams e Kathryn Welter, do Centro de Controle de Doenças de Atlanta ou CDC, doutoras Norma Padilla e Audrey Lenhart, pela OPAS/OMS, doutores José Pablo Escobar (OPAS-Colombia) e Mayira Sojo Milano, Coordenadora do Projeto AMI RAVREDA e Consultora para Malaria pela OPAS/OMS em Brasil.

Para desenvolver este Plano, os técnicos tomaram em consideração o marco proporcionado pelo Plano de Ação e Estratégia sobre a Malaria 2011-2015, aprovado pelo 51º.Conselho Diretor da OPAS, em setembro 2011 e sua factibilidade de articulação com iniciativas regionais em andamento para o controle da malaria, ou seja, o Projeto do Centro Latino-americano de Pesquisas em Malária (CLAIM pelas siglas em espanhol), a Iniciativa Mesoamericana em Dengue e Malaria, e os Projetos apoiados pelo Fundo Global. O grupo deu especial atenção os Planos de Trabalho dos países AMI RAVREDA para o período 2011-2012.

O Plano, tomando como referencia o marco de Manejo Integrado dos Vetores,  se enfocou na visão do fortalecimento do componente de entomologia e controle dos vetores de malaria para os programas nacionais, procurando trabalhar profundamente em suas necessidades, partindo desde as competências e necessidades, para orientar as políticas e estratégias segundo as necessidades específicas dos países. A idéia e apoiar as decisões técnicas dos países, estimulando a cultura de trabalhar a informação de uma forma racional e crítica que permita uma tomada de decisões coerente, num exercício em constante retroalimentação, onde existam baseamentos para a sustentabilidade destas boas praticas.

O Plano será socializado com os parceiros do Projeto AMI RAVREDA em reunião regional de dezembro 2011 e submetido à consideração dos países,  técnicos expertos e financiadores.


Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595