Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

Brasil sedia a assinatura do Apelo Global e 1º Simpósio Internacional de Hanseníase e Direitos Humanos

nullNo dia 30 de janeiro aconteceu em São Paulo uma reunião internacional para a assinatura do Apelo Global*, compromisso de luta contra o estigma e da discriminação global das pessoas atingidas pela hanseníase e suas sequelas. Também em 1º de fevereiro aconteceu no Rio Janeiro o primeiro Simpósio Internacional sobre Direitos Humanos e Hanseníase. Ambos eventos contaram com o apoio e participação da Fundação Sasakawa, OMS, OPAS, Associação Médica Global e MORHAN. 

*APELO GLOBAL - Anualmente, a Fundação Sasakawa (The Nippon Foundation) coordena a assinatura, por líderes e organismos de expressão mundial, de um termo de compromisso denominado Apelo Global. O objetivo é fortalecer a defesa por um mundo sem hanseníase.

A Fundação, que também atua na campanha pela eliminação da hanseníase, é presidida pelo senhor Yohei Sasakawa, que desde 2001 é também Embaixador da Boa Vontade para a Eliminação da Hanseníase da Organização Mundial da Saúde. Personalidades como os Ex-Presidentes Jimmy Carter, Bill Clinton, Nelson Mandela e Luís Inácio Lula da Silva foram signatários do Apelo Global em anos anteriores.

Sample Image

Este ano, o Brasil foi o país sede da assinatura do Apelo pelo fim do estigma e da discriminação contra as pessoas portadores da hanseníase. A cerimônia de assinatura ocorreu na segunda-feira,30 de janeiro de 2012, na Associação Médica Brasileira, em São Paulo (SP).

Com participação de Tatsuya Tomani,Diretor Executivo da Nippon Foundation, entidade que há mais de 40 anos é referência internacional em campanhas para eliminação da Hanseníase no mundo; Sumana Barua - Coordenador-geral do Programa de Hanseníase da Organização Mundial da Saúde (OMS), Dr Luis g. Castellanos – Gerente da área de Doenças Transmissíveis PAHO/WDC, Dr Enrique Gil – Gerente da Gerência de Prevenção e Controle de Doenças e Desenvolvimento Sustentável da OPAS/OMS no Brasil, José Luís Amaral, presidente da Associação Médica Mundial (WMA); Artur Custódio, coordenador nacional do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan); Florisval Meinão; presidente da Associação Paulista de Medicina (APM); e Florentino de Araújo Cardoso Filho, presidente da  Associação Médica Brasileira (AMB) e de representantes do Ministério da Saúde, da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, da Associação Paulista de Medicina (APM).

Fonte:
Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase – MORHAN
Assessoria de Comunicação

 

Campus Virtual

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595