Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

Expertos se reúnem em São Paulo para elaboração do Guia Taxonômico de Anofelinos na Região das Américas

No marco do Projeto AMI RAVREDA (parceria OPAS-USAID), expertos entomologistas da Colômbia e do Brasil se reúnem para trabalhar no Guia Taxonômico de Anofelinos na Região das Américas, em São Paulo, entre os dias 16 e 21 de fevereiro.

O projeto AMI/RAVREDA (Iniciativa Amazônica contra a Malária/Rede Amazônica de Vigilância da Resistência a Drogas Antimaláricas) tem entre suas seis linhas de trabalho, uma concentrada na entomologia e controle de vetores da malária, com enfoque no Maneio Integrado de Vetores. O projeto, conduzido pela OPAS e USAID, tem desenvolvido um trabalho sistemático para fortalecer este componente nos Programas de Prevenção e Controle da Malária nos países da iniciativa: Belize, Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guatemala, Guiana, Honduras, Nicarágua, Panamá, Peru e Suriname.

Em São Paulo, os destacados pesquisadores Maria Anice Mureb Sallum, da Universidade de São Paulo e Ranulfo Gonzalez, da Universidade do Valle de Cali, Colômbia, dois especialistas em taxonomia de Anopheles, irão se reunir para avançar na atualização e preparação de uma Chave Prática de Taxonomia Regional ilustrada. Esta chave permitirá ao pessoal de entomologia dos países da região das Américas fazer uma identificação adequada das espécies de Anopheles mosquitos vetores transmissores de malária nas áreas endêmicas desta doença.

Os mosquitos do gênero Anopheles, chamados de anofelinos, são os mosquitos que transmitem a malaria de una pessoa com esta doença a outra. A malária, uma doença de marcada importância entre as doenças tropicais da Bacia Amazônica, causante de febre e anemia, é junto com o dengue (cujo transmissor é do gênero Aedes ), uma das  doenças mais importantes transmitidas por mosquitos nas Américas.

Com esta Chave atualizada, o Projeto AMI RAVREDA tem como objetivo fortalecer as atividades de vigilância entomológica e controle do vetor da malária, contribuindo a ampliar a capacidade técnica e operativa instalada nos países. Com a Estratégia e Plano de Ação sobre a Malária 2011-2015 como norteador, a OPAS-OMS e USAID tem propostas para trabalhar no fortalecimento da entomologia da malaria em sete países da Bacia Amazônica e cinco de America Central, para o próximo período 2012-2015.

 

Campus Virtual

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595