Home


Três Boas Praticas Brasileiras em Redução de Mortalidade Materna recebem prêmio da OPAS/OMS - Washington D.C.

Imprimir E-mail

nullEm 29 de maio, a  Iniciativa Maternidade Segura -IMS, composta de organizações que trabalham para acelerar o progresso na redução da mortalidade materna, anunciou, desde Washington DC, os vencedores dos concursos de melhores práticas e fotografias das Américas que teve como objetivo chamar a atenção para os desafios da saúde materna e neonatal na América Latina e Caribe e para destacar os esforços eficazes para sua redução.

O concurso de fotografia reconheceu as melhores imagens que ilustram a promoção e proteção do direito a um parto seguro. O concurso de boas práticas buscou experiências bem sucedidas no nível das comunidades, governo, e institucional na redução da mortalidade materna e melhorar o assistência a mulheres grávidas e recém-nascidos.

A OPAS/OMS no Brasil promoveu um concurso nacional de fotografia e boas práticas para subsidiar o concurso regional, mais de 75 fotografias e 20 práticas foram inscritas e os ganhadores participaram como representantes do Brasil no concurso regional. Mais informações sobre as experiencias e fotos ganhadoras no Brasil acesse a reportagem AQUI.

No dia 31 de maio durante o evento “Dia Nacional pela Mortalidade Materna”, o Escritório Central da OPAS/OMS em Washington, por meio da Dra Matilde Maddaleno, e a OPAS/OMS no Brasil com participação do Representante, Dr Joaquín Molina, e coordenação do Gerente de Saúde Familiar e Ciclo de Vida, Dr Rodolfo Gómez, com o apoio do Ministério da Saúde do Brasil fizeram entrega dos premios às experiências brasileiras que conquistaram com merecimento os terceiros lugares em cada categoria no concurso das Americas, além da exposição das fotos ganhadoras no concurso brasileiro.

null

Os prêmios e certificados de reconhecimento serão apresentados em um simpósio sobre Maternidade Segura, que reunirá especialistas de toda a região para discutir os avanços e desafios.

O concurso de fotografia recebeu mais de 2000 entradas de toda a Região das Americas. As fotos vencedoras foram:

• Primeiro lugar: Dar à luz, Tali Elbert, Argentina
• Segundo lugar: A maternidade digna, Cecilia Monroy, México
• Terceiro lugar: Economicamente pobre, rico em amor materno, Gustavo Raúl Amador, Honduras

Um total de 121 experiências de 22 países foram inscritas no Concurso de Melhores Práticas, nos três níveis: da comunitário, institucional e governo.

Os vencedores de melhores práticas ao nível comunitário foram:null

• Primeiro Lugar: Equador, “Diálogo Intercultural para el Mejoramiento de la Calidad de Atención Materna y Neonatal desde el Primer Nivel de Atención del Área de Salud”, Sandra del Rocío Moya Herrera e Milton Andrade Espinosa
• Segundo lugar: El Salvador: Guarjila: “Comunidad Organizada, Salud Materno-Infantil Ejemplar”, Dr. Dagoberto Menjívar López
• Terceiro lugar: Brasil, “Programa Mãe Curitibana”, Eliane Regina da Veiga Chomatas

Os vencedores de melhores práticas a nível institucional foram:

• Primeiro lugar: Perú, “Un Modelo de Atencion Integral de la Salud Materno Perinatal con Pertinencia Cultural y Enfoque de Derechos”, Dr. Fernando Carbone Campoverdenull
• Segundo lugar: Ecuador,  “Hacia la construccion de un modelo de salud reproductiva con enfoque intercultural en el hospital San Luis de Otavalo (implementacion de sala de parto culturalmente adecuado), Magdalia Maribel Hermoza Vinueza
• Terceiro lugar: Brasil, “Casa da Gestante Zilda Arns do Hospital Sofia Feldman: uma contribuição à maternidade segura”, Dr. Ivo de Oliveira Lopes e Dra. Lélia Maria Madeira

Os vencedores de melhores práticas a nível nacional foram:

• Primeiro Lugar: Uruguai, “Cambio en la relación sanitaria, el modelo uruguayo de reducción de riesgo y daño del aborto inseguro”, Leonel Briozzo Colombo e Ana Labandera Monteblanconull
• Segundo lugar: Colombia, “Cero Indiferencia con la Mortalidad Materna y Perinatal”
• Terceiro lugar: Brasil, “Comissão Perinatal /BH – Gestão da qualidade e da integralidade do cuidado em saúde para a mulher e a criança no SUS - BH”, Sonia Lansky

O prêmio para os primeiros colocados em cada concurso foi de U$ 3.000,00 , para os segundos colocados em cada concurso U$ 2.000,00 e para os treceiros em cada concurso foi de U$ 1.000,00. A Agência Espanhola de Cooperação e Desenvolvimento Internacional que apoiou a IMS desde seu lançamento em 2010 disponibilizou os recursos para os prêmios.

As fotografias premiadas e as melhores práticas serão compiladas em uma publicação eletrônica sobre maternidade segura que será lançada ainda este ano como um meio de disseminar as melhores práticas reginonais.

A OPAS/OMS no Brasil parabeniza todas as iniciativas inscritas como incentivo de melhorar a saúde pública no Brasil.

null

Para maiores informações, acesse o site da Iniciativa Maternidade Segura.

Última atualização em Seg, 04 de Junho de 2012 14:11
 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595