Boletins Panaftosa

Home


OPAS/OMS no Brasil auxilia a disseminação da publicação da Fundação Thiago Gonzaga, em solidariedade à tragédia de Santa Maria.

Imprimir E-mail

Sensível ao drama que se abateu e janeiro, no Sul do País, a OPAS considerou a oportunidade do momento e providenciou mais impressões da publicação “Perda sem Nome”, em auxilio ao processo do luto de famílias das vítimas, encorajando-as a buscar caminhos para conviver com a perda de pessoas queridas e prosseguir.

Conhecida pela excelência de sua atuação, a Fundação Thiago Gonzaga, fundada em Porto Alegre-RS, pelos pais de um jovem que perdeu a vida em acidente de trânsito em 1995, desenvolveu, com o apoio da OPAS-WDC a publicação “Perda sem Nome” – um guia destinado aos pais que perderam seus filhos, às suas famílias e amigos.

 
 

O livro, dedicado também a profissionais que se interessam pelo assunto, objetiva ajudar as pessoas a superar a ausência de pessoas queridas, resume em se título o drama de algo inominável: “A gramática classifica como “viúvo” ou “viúva” aquele que perde seu cônjuge, nomeia como “órfão” aquele que perde seus pais, mas não designa uma palavra para a inversão da ordem que classificaria os pais que perdem seus filhos. (...) “Não há um nome para esta perda, deveria ser proibido que os filhos partissem antes dos pais, é contra a ordem natural da vida, se existisse uma palavra para isso certamente, seria um pala­vrão”.

Lançado em dezembro 2012, e apresentado pela presidente da Fundação, Diza Gonzaga, no Encontro Internacional de Parceiros do Projeto Vida no Trânsito, na sede da OPAS/OMS no Brasil, a OPAS e os autores da publicação mal poderiam imaginar o quanto providencial seria o material aos parentes das vítimas de uma tragédia que se abateria, a poucas semanas daquele encontro, a 300 km da capital gaúcha. Na madrugada de 27 de janeiro de 2013, um incêndio em um clube noturno em Santa Maria-RS, faria 241 vítimas fatais, na maioria jovens – foco do Programa Vida Urgente, pela ONG.

Sensível ao acontecimento, a OPAS/OMS no Brasil considerou a oportunidade do momento e providenciou a impressão e enviou 750 cópias do “Perda sem Nome”, em auxilio aos esforços da Fundação que, por certo, será demanda pelos parentes e amigos das vítimas de Santa Maria. 

A Fundação Thiago Gonzaga desenvolve, entre uma série de programas e projetos voltados à prevenção da morbimortalidade no trânsito, Grupos de Apoio que auxiliam os pais a compartilhar os seus sentimentos, tendo atendido mais de 400 famílias, desde 1998. A reconhecida atuação da Fundação faz dela uma forte parceira da OPAS, que vem procurando, na medida do possível, dar o apoio às suas inciativas. 

Leia aqui, algo mais sobre a fundação Thiago Gonzaga e o Programa Vida Urgente, e baixe, neste link da ONG, a publicação “Perda sem Nome”. 

 
Última atualização em Ter, 12 de Março de 2013 23:29
 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595