Skip to content

Hepatites

Imprimir E-mail
As hepatites virais constituem um sério problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Existem as hepatites virais do tipo A, B, C, D e E. A Organização Mundial de Saúde estima que cerca de dois bilhões de pessoas já tiveram contato com o vírus B.

No mundo, são cerca de 325 milhões de portadores crônicos da hepatite B e 170 milhões da hepatite C. No Brasil, estima-se que pelo menos 70% da população teve contato com o vírus da hepatite A e 15% com o vírus da hepatite B. Os casos crônicos de hepatite B e C corresponderam a cerca de 1,0% a 1,5% segundo inquérito de base populacional realizado no município de São Paulo em meados da década de 90.

O Ministério da Saúde criou, através da Portaria 263 de 5 de fevereiro de 2002, o Programa Nacional para a Prevenção e o Controle das Hepatites Virais (PNHV). Reeditada através da Portaria 2080/GM de 31 de outubro de 2003, apresentando os objetivos, atribuições e competências para os três níveis de atenção do SUS: Atenção Básica; Serviços de Média Complexidade e Serviços de Alta Complexidade, e também as competências do Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. Em 2002, as portarias 860 e 863 estabeleceram as diretrizes clínico terapêuticas.

Recentemente foi publicada a Portaria 34 em 28 de setembro de 2007, objetivando promover a atualização do protocolo clínico-terapêutico para hepatite C (publicado na portaria nº. 863/SAS/MS de 04 de Novembro de 2002), em vista dos novos conhecimentos científicos surgidos nos últimos anos na área de conhecimento sobre esta infecção.

O Programa Nacional de Hepatites Virais/MS em parceria com a Universidade de Pernambuco está realizando o Inquérito Nacional de Soroprevalência das Hepatites Virais nas capitais Brasileiras. Os resultados parciais encontrados nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Distrito Federal demonstram uma baixa prevalência de portadores do vírus B (variando entre 0,11 a 0,74%), alta prevalência de indivíduos que já entraram em contato com o vírus A (variando entre 32,26 a 66,67%) e números preocupantes de pessoas portadoras do anticorpo do vírus C (entre 0,94 a 1,89%).

Em virtude do aumento considerável no número de portadores e não portadores, o PNHV tem oferecido capacitações para profissionais de diversas áreas, Centro de Testagem e Aconselhamento, Vigilância Epidemiológica e Médicos da Média Complexidade (Serviços Especializados do SUS).

Saiba mais:

Dia Nacional/Mundial das Hepatites Virais

Última atualização em Qui, 06 de Agosto de 2009 20:12

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595