Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

Vigilância de epizootias de febre amarela em animais sentinelas

Sample ImageEntre os dias 14 e 19 de setembro de 2009 foi realizado em Belém/PA, o Curso Internacional de Vigilância de Epizootias em Primatas e Entomologia Aplicada a Vigilância da Febre Amarela, uma iniciativa da Organização Pan-Americana da Saúde – Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS no Brasil) em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS).

Várias Instituições parceiras e com experiência nessa atividade participaram na organização eSample Image realização do evento, desntre as quais a Representação da OPAS-OMS no Brasil, Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (Panaftosa), Centro de Proteção dos Primatas Brasileiros, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (CPB/ICMBio), Secretarias de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul e do Paraná , Centro de Primatologia da UnB e diversas áreas da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde: Coordenação de Doenças Transmitidas por Vetores e Antropozoonoses (COVEV), Coordenação Geral de Laboratórios (CGLAB), Instituto Evandro Chagas (IEC) e Centro Nacional de Primatas (CENP).

Sample ImageO curso foi exclusivo para seis países da região das Américas, dentre os 12 considerados como endêmicos para febre amarela: Argentina, Colômbia, Equador, Panamá, Paraguai, Peru, e contou ainda com a particiapção de quatro técnicos do Panaftosa. O principal objetivo foi apresentar e compartilhar com esses países a experiência que o Brasil tem adquirido na vigilância de epizootias de primatas como evento sentinela para a vigilância da febre amarela.

A vigilância de epizootias em primatas é uma ferramenta de vigilância epidemiológica da febre amarela que tem sido utilizada desde 1999 no Brasil e que passou a ser considerado um evento de relevância epidemiológica a partir de 2006, quando foi incluída na lista das doenças de notificação compulsória pelo governo brasileiro.

Sample ImageEssa iniciativa da OPAS/OMS em conjunto com a SVS-MS ressalta a importância do trabalho conjunto entre diferentes setores e diferentes países, sobretudo para as regiões de fronteira. É um exemplo de estratégia de cooperação que busca atuar na detecção precoce de risco e adoção oportuna das estratégias de controle na perspectiva dos cuidados com saúde da população em situações de emergência.

 

Campus Virtual

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595