Home Banco de Notícias


Vigilância da Fármaco-Resistência

Imprimir E-mail

Sample ImageA OPAS/OMS no Brasil recebeu a visita da Assessora responsável da Unidade de Laboratório do Departamento DST, Aids e Hepatites Virais, Lilian Amaral Inocêncio que junto com Anderson Alvarenga Pereira da Unidade de Laboratório do Departamento DST, Aids e Hepatites Virais estiveram na sede do Escritório da OPAS em Brasília o dia 11 de setembro de 2009 para uma reunião com os consultores Giovanni Ravasi e Pamela Bermúdez da Unidade Técnica de Saúde Familiar. O objetivo foi organizar uma agenda de cooperação técnica no tema da Vigilância da Fármaco-Resistência.

Entre os principais pontos acordados destacam-se o apoio para o credenciamento junto à Rede Global da OMS para a Vigilância do Fármaco-resistência de três laboratórios nacionais situados na UFRJ, FIOCRUZ e UNIFESP, apoio aos projetos da Rede de Investigação Clínica sobre o isolamento e caracterização do HIV – RENIC e o desenvolvimento de ações de cooperação Sul-Sul na região de América Latina e Caribe na área de Vigilância da Fármaco-Resistência, com vistas a divulgar a experiência brasileira nesta área.

A OMS vem desenvolvendo uma estratégia global que visa apoiar programas nacionais de prevenção e avaliação da fármaco-resistência do HIV aos medicamentos anti-retrovirais com a participação de laboratórios, universidades e outros parceiros nacionais e internacionais. E estratégia da OMS está baseada na identificação precoce de fatores associados ao risco de desenvolvimento de resistência em pessoas em tratamento anti-retroviral (Early Warning Indicators de resistência do HIV), estudos epidemiológicos de monitoramento da resistência secundária e transmitida e redes de laboratórios com controle da qualidade das provas de genotipificação do HIV. A informação obtida por meio desta estratégia nacional vai permitir ao país adotar medidas adequadas para prevenir a resistência, melhorar a eficácia terapêutica e a qualidade de vida das pessoas vivendo com HIV/Aids.  

O processo de credenciamento dos Laboratórios Brasileiros da UFRJ, FIOCRUZ, UNIFESP à Rede Global da OMS para a Vigilância do Fármaco-Resistência vai começar em novembro de 2009 com o envio da documentação ao escritório central da OMS em Genebra. Para o mês de janeiro de 2010, está prevista a visita in loco da equipe do escritório central da OMS em Genebra com a qual fica finalizado esse credenciamento, uma vez constatada a capacidade desses laboratórios de ser referência na área da vigilância fármaco-resistência.  

O Projeto RENIC, Rede Brasileira de Isolamento e Caracterização do HIV, visa avaliar a extensão da transmissão do HIV resistente aos anti-retrovirais nas cinco regiões do país com centros sentinela em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Brasília, Porto Alegre e Belém do Pará. Com relação ao novo projeto RENIC, previsto para ser realizado em 2010, com gestantes nas seis capitais da rede, será realizada na OPAS, no mês de outubro, uma reunião de trabalho com os pesquisadores responsáveis para a finalização do protocolo. 

As atividades de cooperação também envolvem a realização de sessões virtuais de intercâmbio de experiências entre países, transferência de tecnológica por meio da cooperação horizontal na área laboratorial e avaliação da qualidade. 

Os temas elencados constituem parte de uma agenda mais ampla na área de HIV/Aids de cooperação técnica entre a OPS/OMS e o Departamento DST, Aids e Hepatites Virais que será desenvolvida durante o biênio 2010-2011.  

Mais informações sobre a estratégia da OMS para a prevenção e avaliação da fármaco-resistência do HIV .

Última atualização em Ter, 29 de Setembro de 2009 07:36
 

Banco de notícias

 

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595