Organização Pan-americana da Saúde. Brasil

Skip to content



Destaques

Últimas notícias

IMS/UERJ é Centro Colaborador para Planejamento e Informação da Força de Trabalho em Saúde
Active ImageComo resultado de suas atividades na área de Recursos Humanos em Saúde, o Instituto de Medicina Social (IMS) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) adquiriu visibilidade e reconhecimento nacional e internacional e logrou a condição de Centro Colaborador da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS) para Planejamento e Informação da Força de Trabalho em Saúde. No início deste semestre, o Centro Colaborador passou a disponibilizar informações em seu endereço eletrônico.

Criado no final dos anos 1960, o IMS/UERJ construiu uma trajetória singular em saúde coletiva, dada sua característica de respeito ao livre debate de idéias, de considerar a interdisciplinaridade na compreensão da saúde e, sobretudo, primar pelo espírito crítico e pelo compromisso com a realidade social brasileira. A partir de 1990, o IMS ampliou a discussão sobre o campo de Recursos Humanos em Saúde, passando a integrar, em 1999, a Rede de Observatórios de Recursos Humanos em Saúde, iniciativa da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) em parceria com o Ministério da Saúde.

Na condição de Centro Colaborador, o IMS/UERJ tem o compromisso de ampliar e consolidar atividades de cooperação técnica. De acordo com Célia Regina Pierantoni,  médica, Doutora em Ciências na área de Saúde coletiva, professora adjunta do IMS/UERJ e coordenadora do Centro Colaborador, o organismos tem os seguintes focos:

 -  Apoiar a implantação e utilização de sistema de informação para gestão de recursos humanos em saúde como ferramenta de planejamento e gestão do trabalho em sistemas locais de saúde;

 -  Disponibilizar e apoiar a utilização de metodologias de avaliação de processo de implementação de políticas públicas, programas e projetos específicos para área de Recursos Humanos em Saúde que possibilitem avaliar e identificar necessidades de mudanças e correção de rumos na implementação dessas políticas;

 - Desenvolver e promover a utilização de sistema de informação e articulação entre cursos de graduação e educação profissional em saúde com o objetivo de configurar a oferta de profissionais para o mercado laboral em saúde;

 -  Desenvolver metodologia para planejamento e alocação de recursos humanos para os serviços de saúde que atendam especificidades sanitárias locais.


Outubro, 14 de 2009

 

Proyecto Mais Medicos

Campus Virtual

virus ebola na Africa

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595