Skip to content

Conferência Inter-Americana de Oncocercose

Imprimir E-mail


Durante os dias 4 e 6 de novembro, foi realizada na cidade do Rio de Janeiro a XIX reunião da IACO (Conferência Inter-Americana de Oncocercose).

Clique na imagem para ampliar

Com a participação dos países que possuem focos de transmissão de oncocercose, entre os quais estão México, Guatemala, Colômbia, Venezuela, Equador e Brasil, além do Programa Regional da OPAS/OMS de Doenças Negligenciadas. Durante esta reunião, foi feita uma revisão dos avanços dos países no cumprimento da meta de eliminação da transmissão para o ano 2012.

Foi notório um avanço importante nas coberturas de tratamento e nos resultados dos indicadores de interrupção da transmissão na Guatemala, Colômbia e Equador. Por outro lado, México e Venezuela poderão alcançar a consolidação do programa de eliminação com o plano de trabalho proposto, de tal maneira que avancem rapidamente para atingir a meta para 2012.

Também se revisou o foco de transmissão na população Yanomami na região amazônica compartilhada entre Venezuela e Brasil e evidenciou-se as dificultades operativas e logísticas que os programas de ambos países estão tendo para poder chegar às populações afetadas. Além de se tratar de populações móveis, o que dificulta o seguimento dos pacientes e o cumprimento dos ciclos e esquemas de tratamento. Ambos governos elaboraram e firmaram um acordo de trabalho conjunto assinado pelos presidentes da Venezuela e Brasil no dia 30 de outubro de 2009.

No ponto número 7 da nota de tal reunião, reafirmaram o compromisso de seguir trabalhando para harmonizar, com base na reciprocidade, os procedimentos na zona fronteiriça que envolve os controles alfandegários, migratórios, sanitários e policiais em benefício da integração e das populações locais. No ponto 9 ressaltaram o esforço que se empreenderá no fortalecimento da atenção de saúde das populações fronteiriças, incluindo a saúde indígena, particularmente na área de Pacaraima (Brasil) e Santa Elena de Uairén (Venezuela), como também a melhora nos fluxos de vigilância epidemiológica e dos sistemas de referência e contra-referência de pacientes em tratamentos da oncocercose, malária e na assistência e prevenção do HIV/AIDS entre outros.

Última atualização em Qui, 12 de Novembro de 2009 14:09

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595