Skip to content

O Brasil apresenta na Colômbia a experiência da vigilância em saúde ambiental

Imprimir E-mail

nullOcorreu no período de 03 a 06 de novembro em Bogotá na Colômbia a Reunião Nacional Intersetorial de Saúde Ambiental “Experiências Territoriais na Implementação do COMPES 3550 e do Modelo para a Gestão Setorial em Saúde Ambiental”. O ponto de destaque do evento foram as valiosas trocas de experiência na área de saúde ambiental entre países da America Latina.

null

Dentre os assuntos abordados, houve a apresentação das experiências das regiões administrativas da Colômbia na reconstrução da Vigilância em Saúde Ambiental no país. Há dez anos, na reestruturação administrativa da Colômbia, a área de Vigilância em Saúde Ambiental foi transferida do setor saúde para o setor de meio ambiente. Após esse período e um intenso trabalho de sensibilização dos técnicos da área, a Vigilância em Saúde Ambiental retorna para o Ministério da Previdência Social, responsável pelo setor saúde naquele país.


A área de Vigilância em Saúde Ambiental na Colômbia é responsável, além das atribuições afeitas à essa área no Brasil, por qualidade de alimentos e medicamento, competências da Vigilância Sanitária no Brasil. Assim, o escopo de atuação e a forma de construção de agendas conjuntas com outros setores se mostra inovador e em franco desenvolvimento.
A experiência apresentada pelo México, com a criação de um Conselho responsável pela área de Vigilância em Saúde Ambiental, com assento de todas as pastas do governo e recurso próprio, permite uma independência administrativa e liberdade de atuação expressa nas inúmeras atividades apresentadas. Também foi apresentado o processo de substituição de fornos à lenha para diminuição da exposição humana a poluentes atmosféricos em ambientes internos, onde foi possível verificar a integração de ações entre o governo, academia e comunidade, com perceptível melhoria da qualidade de saúde dessas populações.


A apresentação da experiência brasileira foi proferida pela Coordenadora Geral de Vigilância em Saúde Ambiental do Ministério da Saúde Daniela Buosi Rohlfs, onde foi destacado a estruturação da Vigilância em Saúde Ambiental nos últimos dez anos e a experiência de construção do SUS e seus componentes. Também foi enfatizado o processo da Conferência Nacional de Saúde Ambiental, em especial a sua metodologia e forma de construção, uma vez que na Colômbia não existentes conselhos de saúde, nem participação social nos processos de construção de agendas.

Última atualização em Sáb, 28 de Novembro de 2009 08:39

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595