Boletins Panaftosa

Home :: Sistemas de Saúde :: Atenção Primária em Saúde

:: Atenção Primária em Saúde

Documents

Order by : Name | Date | Hits [ Ascendant ]

Avaliação da atenção à saúde através da investigação de óbitos infantis Avaliação da atenção à saúde através da investigação de óbitos infantis

hot!
Date added: 01/08/2010
Date modified: 01/08/2010
Filesize: 49.88 kB
Downloads: 566

 Com vistas à investigação dos óbitos infantis como fonte de informações referentes ao acesso, adequação e qualidade dos serviços de atenção à saúde, assim como da efetividade dos mesmos (grau de adequação da assistência prestada), o artigo trata de todos os óbitos de crianças menores de um ano residentes no Distrito de Pau da Lima, Salvador, em 1991. O Distrito conta com uma população de 160.000 habitantes, de baixa renda em sua maioria, e pode ser definido como uma área deficiente de infra-estrutura urbana e saneamento básico. A fonte de dados pode ser definida como o acesso aos prontuários hospitalares e de visitas domiciliares. Por meio da análise dos óbitos, pode-se perceber que as entrevistas com mães e familiares muitas vezes carecem de preenchimento adequado, acarretando em perda de informações relevantes no processo de pesquisa. Ainda assim, é a baixa organização das estatísticas hospitalares que mais dificultaram o processo.

Atenção básica na agenda da saúde Atenção básica na agenda da saúde

hot!
Date added: 01/08/2010
Date modified: 01/08/2010
Filesize: 94.46 kB
Downloads: 674

 O artigo discute a política de reorganização da atenção básica a partir do processo recente de descentralização do SUS no Brasil. Enfatiza-se o papel indutor do governo central, que, através de um conjunto de medidas e programas específicos (PAB e PACS/PSF, principalmente), transfere para os municípios a responsabilidade com a atenção básica.

Atenção básica na agenda da saúde Atenção básica na agenda da saúde

hot!
Date added: 01/08/2010
Date modified: 01/08/2010
Filesize: 94.46 kB
Downloads: 754

 O artigo discute a política de reorganização da atenção básica a partir do processo recente de descentralização do SUS no Brasil. Enfatiza-se o papel indutor do governo central, que, através de um conjunto de medidas e programas específicos (PAB e PACS/PSF,principalmente), transfere para os municípios a responsabilidade com a atenção básica. Assim, é no nível municipal que ocorre o processo de implementação dessa política, gerando efeitos de difícil avaliação, dada a diversidade de contextos locais. A argumentação central enfatiza a importância de se avaliarem processos e resultados intermediários voltados para o desempenho institucional, que podem ser traduzidos em vontade política e compromisso público, capacidade de gestão e maior controle e participação social, mais do que exatamente efeitos ou impactos mais diretos sobre a oferta de serviços. A conclusão é de que apesar de todas as dificuldades e obstáculos o processo tem implicado o fortalecimento da capacidade de gestão municipal no que diz respeito à organização da atenção básica em saúde.

Atenção ao pré-natal na percepção das usuárias do Sistema Único de Saúde: um estudo comparativo Atenção ao pré-natal na percepção das usuárias do Sistema Único de Saúde: um estudo comparativo

hot!
Date added: 01/08/2010
Date modified: 01/08/2010
Filesize: 154.92 kB
Downloads: 519

 O presente texto apresenta um estudo comparativo transversal realizado com usuárias do pré-natal de serviços do SUS em unidades básicas de saúde e módulos de saúde da família (MSF). Visa determinar diferenças na percepção sobre a qualidade desses serviços, segundo as disposições normativas do Ministério da Saúde para esse programa. Uma amostra de 203 gestantes usuárias da rede básica pública, distribuída por 22 municípios nas cinco regiões do país foi estuda por meio de entrevistas em salas de espera dos serviços. Além de analisar as opiniões das gestantes, busca observar as possíveis vantagens das inovações em atenção familiar em termos de adesão e acesso das usuárias. A aprovação das usuárias ao atendimento recebido em ambos os modelos sugere solidez nas ações de atenção básica.

As causas sociais das iniqüidades em saúde no Brasil As causas sociais das iniqüidades em saúde no Brasil

hot!
Date added: 06/08/2009
Date modified: 06/08/2009
Filesize: Empty
Downloads: 495

Publicado em abril de 2008, o Relatório Final da Comissão Nacional sobre Determinantes Sociais da Saúde (CNDSS) debate os aspectos históricos e os impactos dos DSS em seus diversos níveis sobre a situação de saúde, com especial ênfase nas iniqüidades em saúde.

<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
Página 9 de 10

Setor de Embaixadas Norte, Lote 19, 70800-400 Brasília, DF, Brasil
Caixa Postal 08-729, 70312-970 - Brasilia, DF, Brasil
Tel: +55 61 3251-9595