O Brasil promove intensa mobilização para o Dia Mundial sem Tabaco - 2010: gênero e tabaco, com ênfase em marketing para mulheres

Imprimir E-mail


nullEm 1987, a Assembléia Mundial de Saúde criou o Dia Mundial sem Tabaco que passou a ser comemorado anualmente no dia 31 de maio. Desde então, a Organização Mundial da Saúde (OMS) articula esta atividade em todo o mundo, definindo um tema a ser abordado a cada ano.

Para 2010, o tema escolhido foi "Gênero e tabaco com uma ênfase no marketing para mulheres". A data direciona a atenção às mulheres, buscando protegê-las das estratégias de marketing da indústria do tabaco, que visa aumentar a comercialização de seus produtos entre o sexo feminino. (link da campanha mundial)

Agressivamente e de uma forma constante, a indústria do tabaco procura novos usuários para repor o contingente populacional que conseguiu se desvencilhar do vício de fumar. Entre os seus muitos objetivos, o de agregar mais mulheres entre os fumantes constitui um dos maiores. Isso ocorre em razão do número de mulheres ser relativamente menor que o dos homens entre os fumantes – estima-se que entre 1 bilhão de fumantes no mundo, apenas 200 milhões são mulheres -  o que as tornam uma grande possibilidade de expansão do mercado consumidor de produtos de tabaco. Enquanto a epidemia de tabagismo entre os homens está em declínio lento em alguns países, em outros ela está aumentando entre as mulheres.

nullO futuro da epidemia global do tabaco entre as mulheres pode ser visto nos hábitos das meninas de hoje. Em várias partes do mundo o consumo de produtos de tabaco entre as jovens tem sido incrementado. O fato aponta para a possibilidade de aumento de prevalência entre as mulheres do futuro, já que os adolescentes que fumam são susceptíveis a se tornarem fumantes regulares na vida adulta.

Dos mais de cinco milhões de pessoas que morrem a cada ano pelo uso do tabaco, cerca de 1,5 milhões são mulheres. A menos que sejam tomadas medidas urgentes, o uso do tabaco poderá matar mais de oito milhões de pessoas até 2030, dos quais 2,5 milhões serão mulheres. Cerca de três quartos dessas mortes poderão ocorrer em mulheres de baixa renda e nos países de renda média. Cada uma destas mortes prematuras poderem ser evitadas.

 

nullNeste ano, a campanha tem como objetivo chamar a atenção sobre os efeitos  negativos do marketing direcionado para mulheres e meninas.  Nessa perspectiva, a intenção é  mobilizar os 170 Estados Partes da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco, para que proíbam totalmente a propaganda e a promoção de produtos de tabaco, assim como o patrocínio de eventos por esses produtos.

O Dia Mundial Sem Tabaco 2010 ressalta os danos que o marketing do tabaco causa às mulheres. Ao mesmo tempo, procura tornar os homens mais conscientes da sua responsabilidade de evitar o tabagismo entre as mulheres com quem vivem e trabalham.

O controle da epidemia do tabaco entre as mulheres é uma parte importante de qualquer estratégia de controle do tabaco. Como diretora geral da OMS, Margaret Chan, disse: "Proteger e promover a saúde das mulheres é crucial para a saúde e desenvolvimento - não só para os cidadãos de hoje, mas também para os das gerações futuras".

Para 2010, a OMS produziu uma série de materiais que está sendo adaptado para a Região das Américas, para que possam ser utilizados pelos países. O material gráfico enfatiza o contraste da beleza feminina com os danos causados pelo uso do tabaco, associando o vício ao slogan da campanha: Fumar é feio!!!

Acesse aqui Cartaz do Dia Mundial sem Tabaco 2010 e Folheto Dia Mundial sem Tabaco 2010

No Brasil, felizmente, a  prevalência de tabagismo vem caindo, conforme dados da última pesquisa do Ministério da Saúde realizada em parceria com o IBGE (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Tabagismo - 2008), no entanto, a redução da prevalência entre mulheres foi menor do que entre homens.  Em algumas regiões as meninas estão experimentando cigarros com maior freqüência do que os  meninos, provavelmente sob a influência do marketing  para produtos de tabaco, ainda permitido no Brasil.  

 

Última atualização em Ter, 18 de Maio de 2010 14:58