:: Surto de Cólera no Haiti

Imprimir E-mail

A cólera é uma infecção intestinal aguda causada pelo Vibrio cholerae, que é uma bactéria capaz de produzir uma enterotoxina que causa diarréia.  Apenas dois sorogrupos (existem cerca de 190) dessa bactéria são produtores da enterotoxina, o V. cholerae O1 (biotipos "clássico" e "El Tor") e o V. cholerae O139. O Vibrio cholerae é transmitido principalmente através da ingestão de água ou de alimentos contaminados. Na maioria das vezes, a infecção é assintomática (mais de 90% das pessoas) ou produz diarréia de pequena intensidade. Em algumas pessoas (menos de 10% dos infectados) pode ocorrer diarréia aquosa profusa  de instalação súbita, potencialmente fatal, com evolução rápida (horas) para desidratação grave e diminuição acentuada da pressão sangüínea.


INFORMAÇÕES GERAIS:

:: que é?
Doença infecciosa intestinal aguda, causada pela enterotoxina do Vibrio cholerae, com manifestações clínicas variadas, podendo se apresentar de forma grave, com diarréia aquosa e profusa, com ou sem vômitos, dor abdominal e câimbras. Esse quadro, quando não tratado prontamente, pode evoluir para desidratação, acidose, colapso circulatório, com choque hipovolêmico e insuficiência renal. Freqüentemente, a infecção é assintomática ou oligossintomática, com diarréia leve. A acloridria gástrica agrava o quadro clínico da doença.

:: Quais os Sintomas?
Diarréia e vômito são as manifestações clínicas mais freqüentes. Os principais sinais e sintomas são variados e vão desde infecções inaparentes até casos graves. As fezes podem se apresentar com aspecto água amarela-esverdeada, sem pus, muco ou sangue. Em alguns casos pode haver, de início, a presença de muco. As fezes podem apresentar um aspecto típico de “água de arroz”.  A diarréia na maioria dos casos é abundante e incontrolável, onde o doente poderá apresentar inúmeras evacuações diárias que pode levar a um estado de desidratação grave e choque.

:: Como se transmite?
A transmissão ocorre, principalmente, pela ingestão de água contaminada por fezes ou vômitos de doente ou portador. Ocorre ainda pela ingestão de alimentos contaminados por mãos de manipuladores dos produtos, bem como pelas moscas, além do consumo de gelo fabricado com água contaminada. A propagação de pessoa a pessoa, por contato direto, também pode ocorrer.

:: Como tartar?
O diagnóstico e o tratamento precoce dos casos de cólera são fatores fundamentais para a recuperação do paciente, além de contribuir para a diminuição de casos e contaminação do meio ambiente.
O tratamento se fundamenta na hidratação do paciente mas, lembre-se, somente um médico poderá indicar a melhor terapêutica para o paciente colérico.

:: Como prevenir?
Para evitar a ocorrência dessas doenças é necessário que esteja sempre atento a segurança e qualidade do que você ingere ou oferece às crianças.  Siga as seguintes sugestões, que são de aplicação geral, tanto para os alimentos comprados de vendedores de rua em postos fixos ou ambulantes, como também para os hotéis ou restaurantes bem conceituados:

    • Lembre de lavar as mãos com água e sabão antes de comer;
    • De preferência ao consume de água mineral engarrafada ou outras bebidas industrializadas. Caso contrário tente ferver ou tratar a água. Para isso, filtre a água e depois coloque 2 gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% em 1 litro de água e aguarde por 30 minutos antes de consumir. Em algumas farmácias e supermercados há outros produtos para tratamento da água;
    • Tenha certeza que tanto o gelo quanto os sucos foram preparados com água mineral ou tratada;
    • Prefira restaurantes e lanchonetes que tenham sido indicados por agências de viagens, guias, recepcionistas dos hotéis ou por alguém do local. Evite comer alimentos de ambulantes.


LITERATURA RECOMENDADA

  • Enfermidades com diarréia aguda em emergências complexas: passos críticos [Inglês] [Francês] [Espanhol]
  • Surto de cólera: avaliação da resposta a um surto e melhoria dos preparativos [Inglês] [Francês] [Português
  • Primeiros passos para manejar um surto de diarréia aguda [Inglês] [Francês] [Espanhol]
  • Estratégia nacional para resposta à epidemia, MSPP - Haití [Francês
  • Força Tarefa Global sobre Controle de Cólera [Inglês]
  • Nota Informativa sobre Cólera [Inglés] [Francés] [Español
  • Riscos para as mulheres grávidas [Francês
  • Cinco chaves para aumentar a segurança alimentar [Francês
  • Guia de Vigilância Epidemiológica - (Cólera) [Português]
  • Manual Integrado de Vigilância Epidemiológica da Cólera [Português]
  • Manual de Procedimentos Aislamiento, identificación y caracterización de Vibrio cholerae [Espanhol
  • Recomendaciones para el manejo clínico de cólera [Inglês
  • Saiba mais...

 

OUTRAS FONTES DE INFORMAÇÃO

:: Mapa interativo

Surto de Cólera no Haiti
Indicador: Casos acumulados por semana epidemiológica.

Outros indicadores mostrados no Mapa interativo:
- Número de casos acumulados;
- Número de novos casos;
- Número de óbitos acumulados , relatados;
- Total de novos óbitos (Hospital Comunitário);
- Óbitos nos Serviços de Saúde;
- Estimativa da população em 2010;
- Padrões de pobreza. 
Saiba mais...

:: Alerta Epidemiológico

A finalidade deste alerta epidemiológico é lembrar que as orientações da Organização relacionados com viagens e comércio internacional ainda estão em vigor, bem como para incentivar os países na sua implementação. Saiba mais...       


:: Informe de situação, publicado pelo Centro de Operações de Emergência da OPAS/OMS – Surto de Cólera no Haiti


De acordo com o Ministério da Saúde Pública e da População (MSPP-Haiti), vários países têm contribuído  com fundos de recursos, especialmente o Japão,  Estados Unidos, Canadá, Cuba, Espanha, Argentina, Brasil, Israel, Peru, Equador, México, França e República Dominicana, entre outros. Muitas ONGs estão ativamente envolvidas na resposta ao surto, incluindo a Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras e Partners in Health.  Saiba mais...

 



VÍDEOS

:: Entrevista com Dr. Pradip K. Bardhan, especialista em Cólera [áudio em inglês]

Entrevista com o Dr. Pradip K. Bardhan, especialista em Cólera do Centro Internacional para Pesquisa de Doenças Diarréicas de Dhaka, Bangladesh.

Assista mais vídeos sobre o tema.

 

SITES RECOMENDADOS

Organização Mundial da Saúde
Centers for Disease Control and Prevention - CDC
Ministério da Saúde
Área de Preparativos para Situações de Emergência e Socorro em Casos de Desastres (OPS)
Instituto Panamericano de Protección de Alimentos – INPPAZ
Biblioteca Virtual de Salud y Desastres
The Global Task Force on Cholera Control (OMS)
Comunicación de Riesgos y Brotes (OPS)

Última atualização em Seg, 03 de Janeiro de 2011 07:16