Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis (RMPS)

Imprimir E-mail
Viabilizar, ampliar e monitorar projetos e estratégias da OPAS/OMS para os Municípios Saudáveis, por meio da construção de políticas públicas saudáveis, promoção da participação social de todos os setores e criação de iniciativas sustentáveis.

Criação

Agosto de 2003.

Facilitador da Rede

Universidade Estadual de Campinas (Profª Dra. Ana Maria Girotti Sperandio).

Quem a integra

Municípios de cinco Estados do Brasil (50).

Objetivos

Apoiar as administrações municipais para que possam desenvolver um projeto de governo único e integrado. Subsidiar gestores, técnicos, acadêmicos, organizações e sociedade para a construção de políticas públicas que considerem a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida.

Principais atividades

A RMPS adotou como estratégias de desenvolvimento a construção de teias de saberes e práticas, tecidas pelos atores sociais envolvidos na sua construção, incentivando:
• Ações intersetoriais e transetoriais.
• Fortalecimento dos diferentes atores sociais no sentido da participação transformadora e busca da autonomia.
• Construção de práticas que firmem os valores e desejos dos atores sociais em relação ao seu território, para que assim colaborem para o desenvolvimento local saudável e sustentável, respeitando os critérios de eqüidade social.
• Divulgação de experiências de sucesso nos Municípios dentro e fora da Rede.

Na RMPS são priorizados cinco eixos de trabalho:
• Saúde (projetos de atividades físicas, ambientes livres do tabaco, alimentação saudável).
• Segurança (prevenção de violências).
• Geração de Trabalho e Renda, Qualidade da água e Resíduos Sólidos, Participação Social, promovendo a interface com o Plano Diretor dos Municípios.

Link

http://www.redemunicipiosps.org.br

Filiação à rede

O foco são os gestores que se identificam com os objetivos da Rede. Cabe aos membros da rede:
• Assumir o cumprimento dos objetivos estabelecidos pela Rede.
• Indicar representante(s) para a interlocução com a coordenação da rede.
• Nomear um comitê de implantação e monitoramento dos projetos vinculados à rede.
• Fortalecer a participação popular na construção das políticas públicas;
• Mobilizar os diferentes segmentos da sociedade visando à construção da Rede local.
• Desenvolver um projeto de governo único e integrado, através da intra, inter e transetorialidade.
• Desenvolver ações de cooperação intermunicipal.

Recursos financeiros

Não existem recursos financeiros definidos. Conta com apoio do Ministério da Saúde, da OPAS/OMS Brasil e, indiretamente, dos Municípios, para alguns projetos específicos

Papel da OPAS/OMS na Rede

Cooperação técnica e apoio financeiro para alguns projetos específicos.

Outras informações

Conta com a colaboração técnica da OPAS/OMS Brasil, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP/ Faculdade de Ciências Médicas/Departamento de Medicina Preventiva e Social). Com a ampla experiência no desenvolvimento de ações integradas, a RMPS já realizou múltiplos encontros e seminários; propiciou o intercâmbio com missões internacionais (Equador e Japão). Além disso, viabilizou a publicação de livros, com o registro do conhecimento de diversos especialistas colaboradores, assim como o registro de ações de Municípios participantes na construção de políticas públicas saudáveis.
Última atualização em Qua, 09 de Setembro de 2009 00:45