OPAS/OMS no Brasil presta homenagem ao Professor Aluízio Prata

Imprimir E-mail

nullO Professor Aluízio Prata, provavelmente o pesquisador brasileiro mais reconhecido da Medicina Tropical no Brasil e no exterior faleceu no dia 13 de maio de 2011 em Uberaba. A OPAS/OMS presta sua homenagem aquele que muito contribuiu para a prevenção e controle das doenças tropicais.  

O Professor Aluízio Prata foi um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e Professor emérito das Universidades Federal da Bahia e Brasília e professor catedrático de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da Universidade do Triângulo Mineiro, onde estabeleceu os principais serviços de Doenças Infecciosas e Parasitárias. Ele foi o Editor da Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical e publicou mais de 270 artigos científicos em revistas médicas no Brasil e no exterior, 180 resumos em anais de congressos nacionais e internacionais, 40 capítulos de livro e sete livros. Suas principais áreas de interesse em Doenças Infecciosas e Parasitárias foram esquistossomose, doença de Chagas, leishmaniose e malária.

 

O Professor Prata organizou vários eventos científicos no Brasil e participou, a convite, em 75 eventos científicos internacionais e 390 mesas-redondas e conferências em reuniões e congressos no Brasil. Ele foi membro da Academia Brasileira de Medicina e da Academia Brasileira de Ciência e Gram Cruz do Mérito Científico da Presidência da República. Professor Prata orientou e ensinou centenas de especialistas neste domínio, e orientou 13 teses de doutoramento e 22 teses de mestrado.

 

Entre outros numerosos feitos da brilhante carreira do Professor Aluízio Prata, se destaca: as três "Escolas de Medicina Tropical" que ele criou na Bahia, em Brasília e em Uberaba, povoando o Brasil inteiro de líderes de pesquisa nessa importante área e, ainda, o seu pioneirismo na criação das áreas de estudo de campo em Caatinga do Moura, São Felipe, Três Braços, Catolândia e Brejo do Espírito Santo, na Bahia, Mambaí, em Goiás, Água Cumprida, em Minas Gerais, Lábrea e Costa Marques, no Amazonas, entre outras em vários estados brasileiros.

 

O Professor Prata foi importante colaborador da OPAS/OMS no campo da medicina tropical. Foi membro do Chagas Disease Chemotherapy Research Group (OPAS), membro do Comitê de Ensino de Parasitologia nas Universidades Latinoamericanas (OPAS), membro do Conselho sobre Cardiomiopatias da International Society of Cardiology, Temporary Adviser sobre Cardiomiopatias (OMS), membro do Training Grants Applicants Review Panel (OPAS), Expert on Parasitic Diseases da OMS, Chairman of the Steering Committee on Chagas Disease (OMS), Chairman of the Expert Committee on Schistosomiasis (OMS), Temporary adviser on Identification of Essential Medical Procedures to Support Primary Health Care of First Level Referral Hospitals (OMS), Expert member on Identification and Strengthening of Institutes of Schistosomiasis Control (Nações Unidas).

 

Última atualização em Seg, 16 de Maio de 2011 13:48