Unânime, a aprovação que os países das Américas deram ao Plano Regional de Malária, no 51º Conselho Diretor da OPAS

Imprimir E-mail

No dia 29 de setembro, os Estados Membros da OPAS, reunidos no 51º Conselho Diretor  aprovaram por unanimidade o documento Estratégia e Plano de Ação de Malária para a redução, prevenção da reintrodução e manutenção dos logros alcançados no controle desta doença, propostos para a região, para o período 2011-2015.

Quinze países intervieram para fazer explícito seu apoio e reconhecimentoao trabalho realizado pela equipe regional da malária. A Estratégia e o Plano de Ação para intensificar esforços para reduzir a malária, prevenir a reintrodução e proteger os atuais avanços alcançados, foi aprovada pelas autoridades de saúde dos Estados Membros da Organização Pan-americana da Saúde, durante o quarto dia de sessão do 51º Conselho Diretor.

Este Plano irá dar continuação e consolidação as acertadas estratégias implementadas contra a malária durante os último dez anos, quando se trabalhou também com o Plano Estratégico para Malária nas Américas 2006-2010, ao qual os países membros se alinharam. Evidência deste é que na região, dezoito de vinte e um países onde a malária é endêmica, lograram reduzi-la. Nove destes países reportaram reduções maiores de 75%, alcançando assim tanto as metas do Roll Back Malaria quanto aquelas do Desenvolvimento do Milênio das Nações Unidas.

O Plano Regional de Malária apresentado para consideração do 51º Conselho Diretor da OPAS tem sido produto de um trabalho criativo, sistemático e cuidadoso, desenvolvido pelo Programa Regional de Malária da Organização Pan-americana da Saúde, num exemplo de liderança técnica. Esta equipe, que integra os pontos focais das Representações da OPAS nos países, teve o acerto de observar e comunicar os fatores comuns e as particularidades de cada pais, construíndo ademais de forma consultada e participativa com os países, aquelas linhas prioritárias, os indicadores e, em conjunto, os elementos e termos que conformam este documento estratégico, referencia principal para desenvolver as ações futuras no combate da malária nas Américas.

Última atualização em Qui, 13 de Outubro de 2011 15:14