Reunião de Avaliação das Unidades Sentinelas de Monitoramento Viral de Dengue com triagem pelo teste de Elisa NS1.

Foi realizado, em Brasília-DF, com o apoio do 11º Termo de Cooperação Técnica para Dengue OPAS/OMS e Ministério da Saúde, a Reunião de Avaliação das Unidades Sentinelas de Monitoramento Viral de Dengue com triagem pelo teste de Elisa NS1.

Está técnica laboratorial foi introduzida no Programa Nacional de Controle da Dengue há aproximadamente um ano, e busca aprimorar e fortalecer a atividade de vigilância para os sorotipos circulantes da dengue no país, bem como possibilitar a detecção oportuna da introdução de novos sorotipos.

Participaram da reunião técnicos das Vigilâncias Epidemiológicas e dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública/LACEN  de 16 unidades federadas, onde estão localizadas as unidades sentinelas das cinco regiões do país: região Norte (AP, AC, RR e RO), Nordeste (CE, BA, PE, PB e SE), Centro Oeste (GO e MS), Sudeste (ES, MG, RJ e SP) e Sul (PR). Além destes, participaram técnicos do Programa Nacional de Controle da Dengue, Coordenação Geral de Laboratórios do Ministério da Saúde de dois Centros Colaboradores: FIOCRUZ-RJ e IEC, e da Representação da OPAS/OMS no Brasil.

Os principais objetivos foram avaliar o processo de monitoramento da circulação dos vírus da dengue no Brasil, tendo como foco a utilização da triagem de amostras por meio da utilização da técnica de Elisa NS1, seu avanços, desafios e propor uma agenda de trabalho para o aprimoramento deste processo.

A Representação da OPAS/OMS no Brasil ressalta a importância do evento, e entende como estratégica a ação de monitoramento da circulação dos vírus da dengue no país, a qual subsidia  as instâncias do SUS com informações epidemiológicas importantes para prevenção e controle da dengue no Brasil.