A SVS lançou chamamento público para pesquisa aplicadas em áreas temática, que incluem a dengue e outros agravos

A Secretaria de Vigilância em Saúde/SVS, do Ministério da Saúde, no dia 11 de abril de 2012, lançou chamamento público para pesquisa aplicadas para seis áreas temáticas de importância estratégica para o Sistema Único de Saúde.  

Este chamamento público no 1/2012 foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), Seção 3, do dia 10 de abril de 2012.  O objeto desse chamamento consiste em divulgar a lista de pesquisa aplicada e estudos prioritários para desenvolvimento em 2012, a fim de que as instituições de Ensino e Pesquisa manifestem interesse de colaborar com a SVS, por meio da apresentação do projeto.

Os projetos selecionados serão acompanhados pelo Ministério da Saúde, por intermédio da SVS, bem como os recursos orçamentários destinados ao atendimento dos mesmos. Todo o processo de desenvolvimento dos projetos deverá ser documentado por relatório semestral e relatório final sobre a execução deste, bem como apresentação de prestação de contas.

As áreas temáticas prioritárias pela SVS para apresentação de projetos são:

I - Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmissíveis

II - Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Crônicas e Agravos Não Transmissíveis

 III - Vigilância em Saúde Ambiental

 IV - Vigilância em Saúde do Trabalhador

V - Análise de Situação de Saúde

VI - Promoção da Saúde

 Na área temática I - Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmissíveis, a dengue foi contemplada com os seguintes estudos:

A.      Avaliação de impacto do uso de larvicidas reguladores de crescimento na saúde dos agentes de combate às endemias;

B.      Estudos de morbimortalidade da dengue, com dados secundários das bases oficiais e revisão sistemática dos estudos publicados sobre a morbidade e letalidade da dengue no Brasil

C.      Estudos de soroprevalência da dengue com modelos dinâmicos: estudo transversal de soroprevalência, por idade e municípios de interesse

D.      Estudos de imunidade celular para avaliar os riscos e as interações potenciais de vacinas quiméricas com o vírus amarílico

E.       Estudo sobre fatores de risco para formas graves de dengue

A OPAS/OMS considera importante esta atividade, principalmente pelos produtos a serem obtidos com os estudos que subsidiaram a tomada de ação do Ministério da Saúde em ações impactantes sobre a dengue, a exemplo da introdução de uma vacina para dengue no país.

Leia o edital na integra


Saiba como fazer uma aplicação ao chamamento