I Seminário Internacional de Boas Práticas em Saúde do Adolescente nas Américas

Imprimir E-mail

Nos dias 06 e 07 de dezembro de 2012, o Programa Estadual de Saúde do Adolescente do Governo de São Paulo e a OPAS/OMS no âmbito do Termo de Cooperação entre a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo e a OPAS/OMS Brasil realizaram o I Seminário Internacional de Boas Práticas em Saúde do Adolescente nas Américas, que contou com a presença de profissionais de diferentes países da região das Américas: Brasil, Estados Unidos, Argentina, Chile, Guatemala, Venezuela, Costa Rica e Nicarágua.

O I Seminário Internacional de Boas Práticas em Saúde do Adolescente nas Américas teve como propósito promover o intercâmbio de experiências exitosas na área de saúde do adolescente do Brasil e de outros países da região das Américas, buscando contribuir para o aprimoramento das equipes interdisciplinares que atuam na gestão e nos serviços de saúde de São Paulo, assim como, fortalecer as políticas e serviços de atenção integral à saúde de adolescentes no Brasil e nas Américas.

No primeiro dia, o público alvo foi gestores das Diretorias Regionais da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo; e no segundo, participaram profissionais da saúde do Estado de São Paulo. No dia 07 de dezembro, o Seminário aconteceu no Palácio dos Bandeirantes e contou com a presença do Dr. Giovanni Guido Cerri, Secretário Estadual de Saúde de São Paulo.

Nos dois dias de evento, foi possível discutir as inovações em saúde dos adolescentes e jovens com enfoque à saúde sexual e reprodutiva apresentada pela Dra. Matilde Maddaleno, assessora regional em saúde de adolescentes e jovens da OPAS/OMS. Também houve debate sobre o impacto do uso das tecnologias da informação e comunicação, como as redes sociais, no desenvolvimento, na saúde e na vida de adolescentes, e como as políticas públicas desenvolvidas para este público precisam estar atentas tanto nos benefícios como nos riscos do uso destas tecnologias.

Outros temas importantes para a área de saúde integral do adolescente foram abordados e discutidos: monitoramento e avaliação das políticas e serviços de saúde e a importância da divulgação destes dados entre os países das Américas; promoção de políticas públicas baseadas no trabalho multidisciplinar e intersetorial; capacitação contínua de profissionais da saúde e as estratégias utilizadas por países como o Brasil, Argentina, Chile e Venezuela; e gravidez na adolescência.

Além disso, foram apresentados e debatidos os processos de implantação da caderneta de saúde de adolescentes nos Estados de São Paulo e Piauí e no Município da Bahia, reforçando a importância das parcerias com outras áreas socias, como a educação e assistência social, nesse processo.Também foram apresentadas a Política Regional de Saúde do Adolescente da OPAS/OMS e as Políticas de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes e Jovens do Ministério da Saúde do Brasil e do Estado de São Paulo.

Para mais informações sobre a agenda, palestrantes e apresentações, acesse nosso portal de eventos!

Fotos do evento, acesse aqui!

Última atualização em Qui, 13 de Dezembro de 2012 12:59