Highlights

A semana mundial do aleitamento materno é celebrada todos os anos de 1 a 7 de agosto em mais de 170 países para estimular a amamentação e melhorar a saúde de crianças ao redor do mundo. A OPAS/OMS ativamente promove o aleitamento materno como a melhor fonte de nutrição infantil. "Amamentar e trabalhar: Para dar certo o compromisso é de todos" é o tema de 2015.

A data comemora a Declaração de Innocenti, assinada em agosto de 1990 por tomadores de decisão de governos dos países, a Organização Mundial da Saúde, Unicef e outras organizações para proteger e estimular a amamentação.

A fim de transformar o aleitamento materno em um comportamento normativo, é necessário vencer os obstáculos mais importantes que impedem as mulheres a decidir por si mesmas se desejam amamentar e por quanto tempo. Entre estes obstáculos estão a influência das práticas culturais, a escassa orientação e o apoio limitado que oferecem hospitais e serviços de saúde, as práticas inapropriadas de comercialização que utilizam os fabricantes e distribuidores das fórmulas para lactentes e outros substitutos do leite materno, bem como a ausência de proteção à maternidade e de programas que advogam pelo aleitamento materno no local de trabalho.

Uma prática cultural prejudicial está ligada às pressões, tanto explícitas quanto implícitas que impõe que não se deve amamentar em público. Muitas mulheres não se sentem à vontade para amamentar em público devido à rejeição social que surge com frequência quando o fazem. Para superar este obstáculo, as mães devem sentir o apoio social necessário para se sentir à vontade ao amamentar quando solicitado pelo seu bebê onde quer que esteja, em casa ou em público. Amamentar desta forma transmite uma mensagem clara e convincente à sua família, à comunidade e à sociedade de que o aleitamento materno é natural e ajuda a restabelecer em alguns ambientes, e a incorporar a outros, a amamentação como um comportamento normativo da mulher moderna.

Sabe-se que a amamentação exclusiva até os seis meses de idade e complementar até um ano de idade reduz sensivelmente mortalidade infantil por doenças comuns na infância, como diarreia e pneumonia, e ajuda na prevenção de doenças como hipertensão, diabetes tipo 2 e leucemia. Além disso, o aleitamento aumenta o QI da criança e melhora seu desempenho no trabalho quando adulto. Os benefícios para a mãe incluem a prevenção de câncer de mama e de ovário.

Iniciativa Hospital Amigo da Criança

Como parte do esforço global para implementar práticas que protegem, promovem e apoiam o aleitamento materno, a OMS e o Unicef lançaram em 1991, em seguida da Declaração de Innocenti de 1990, a iniciativa Hospital Amigo da Criança.

Trata-se de uma série de publicações em inglês e espanhol que detalham as etapas para estimular e incentivar o aleitamento materno em hospitais e maternidades. Os textos, divididos em cinco seções, fornecem:

1 — Fundamentos da iniciativa. Fornece orientação e critérios para implementação a nível comunitário e hospitalar.

2 — Material para treinamento de tomadores de decisão.

3 — Material para treinamento de equipes de saúde de maternidade.

4 — Autoavaliação hospitalar e monitoramento.

5 — Guia para assessores, ferramenta de avaliação externa de hospitais (disponível sob requisição).

Uma versão PDF das partes do documento pode ser acessada neste link ou nos sites da OMS e da Unicef.

 

Literatura Científica e Técnica

BIREME/OPAS/OMS disponibiliza documentos da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) sobre os temas da Semana Mundial do Aleitamento Materno.

 

Links de interesse

BVS Aleitamento Materno

Prefeito sanciona lei que garante aleitamento materno em estabelecimentos

World Alliance for Breastfeeding Action (em inglês)

World Breastfeeding Week

Semana Mundial do Aleitamento Materno — OPAS/OMS (em espanhol)

Apoyar a las madres trabajadoras a amamantar puede beneficiar a los empleadores - OPAS/OMS (em espanhol)

Campanha da OMS - Semana Mundial do Aleitamento Materno (em espanhol)

Apresentação — Aleitamento materno e trabalho — OPAS/OMS (em espanhol)

Página sobre nutrição infantil da OPAS/OMS (em espanhol)

Nota técnica: aleitamento materno e trabalho OPAS/OMS (em espanhol)