Em 12 de novembro de 2013, a diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Carissa F. Etienne, e o representante da  OPAS no Brasil, Joaquín Molina, realizaram visita à Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) com intuito de conhecer atividades exitosas do Estado no âmbito da saúde, como as ações do programa Sanar, de enfrentamento a sete doenças negligenciadas, que possuem cooperação técnica da própria OPAS. O Termo de Cooperação Técnica entre a SES-PE e OPAS, existe desde 2011 e atua no enfrentamento à sete doenças negligenciadas (hanseníase, tuberculose, tracoma, doença de Chagas, filáriose, esquistossomose e geo-helmitíases).

O consultor descentralizado da OPAS em Pernambuco, José Alexandre Menezes da Silva, apresentou os resultados alcançados pelo Programa SANAR e destacou avanços importantes no alcance das metas traçadas para 2014 em muitos municípios prioritários. Segundo Carissa: “É importante compactar as informações produzidas por vocês, assim como ter avaliações para podermos dividir com outros países e outras regiões que passam pelos mesmo problemas e precisam enfrentar essas doenças”.

A visita de Carissa F. Etiene e de Joaquín Molina, seguiu para uma escola pública municipal na Cidade do Recife (Escola São João Batistita) localizada no bairro da Lina do Tiro – Zona Norte da Cidade. As autoridades da OPAS foram recebidos pelo Secretário Municipal de Saúde, Jailson Correia e pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Na escola foi realizada apresentação de uma peça de teatro pelos alunos do 5º ano fundamental, onde trataram da prevenção e controle das doenças negligenciadas. A diretora da escola e os professores da unidade de ensino são engajados no programa de saúde na escola – PSE e tem realizado continuamente atividades com os alunos focadas no controle das doenças negligenciadas, sobretudo as verminoses e a hanseníase. A Escola tem 307 alunos com idade de cinco a 14 anos