O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, divulgou no dia 12 de março de 2015, o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), instrumento utilizado para orientar ações de controle da dengue e chikungunya. Os dados mostram que 340 municípios brasileiros estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias, 877 estão em alerta e 627 municípios apresentam índice satisfatório. No total, 1.844 municípios brasileiros realizaram o levantamento de forma coordenada, entre janeiro e fevereiro deste ano, um significativo aumento na adesão de 26,38% em relação ao numero de municípios participantes do ano de 2014 (1.459 municípios).

O LIRAa é considerado um instrumento orientador das ações de controle da dengue e do chikungunya. O levantamento identifica as áreas com maior numero de focos de reprodução do mosquito transmissor das doenças (Aedes aegypti) fornecendo o Índice de Infestação Predial (% de imóveis que possuem criadouro com a larva do vetor) e os tipos de recipientes que caracterizam os criadouros. Os indicadores resultantes da pesquisa fornecem informações qualificadas para atuação das prefeituras nas ações de prevenção e controle da dengue e do chikungunya, permitindo uma abordagem de enfrentamento multissetorial.

Compuseram a mesa da coletiva, além do Ministro da Saúde, Arthur Chioro, o Representante da Organização Pan – Americana da Saúde no Brasil (OPAS), Joaquim Molina, a Secretária Substituta de Vigilância em Saúde, Sônia Brito, o Secretário Executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Jurandi Frutuoso, o Representante do Conselho Nacional de Secretárias Municipais de Saúde (CONASEMS), Homero Nepomuceno Duarte, o Diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, Cláudio Maierovitch Pessanha Henriques e o Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Evelim Coelho.

Durante a apresentação Giovanini Evelin Coelho, destacou a importância da cooperação técnica da OPAS no processo de ampliação da Rede Laboratorial do Chinkungunya. 

Além dos dados do LIRAa, foram apresentados dados epidemiológicos da dengue e chikungunya e ações do Ministério da Saúde de reforço ao enfrentamento dessas doenças. Um destaque, foi a baixa no numero de óbitos por dengue nos últimos anos, apesar de um aumento no numero de casos. Clique aqui para ver os casos notificados de dengue e clique aqui para ver os casos graves e óbitos por unidade da federação.

Neste contesto de enfrentamento da dengue e do chikungunya, a OPAS mantêm um Termo de Cooperação Técnica com o Ministério da Saúde, visando a prevenção e controle no contexto da Estratégia de Gestão Integrada, que contempla objetivos específicos, como o fomento da implementação do manejo integrado de vetores nos estados e municípios e o fortalecimento da vigilância entomológica.

Fotos: Rondon Vellozo / MS

Dados: Ministério da Saúde