As reuniões Macrorregionais de Dengue e Chikungunya são promovidas pela Organização Pan–Americana da Saúde (OPAS) no Brasil em conjunto com o Ministério da Saúde. O evento reuni os profissionais das três esferas de gestão do SUS. Nesta edição, os debates foram concentrados em quatro mesas redondas:

1) Febre de Chikungunya: aspectos clínicos, vigilância e diagnóstico;

2)Atualização sobre os métodos de controle do Aedes aegypti, vigilância entomológica e manejo de inseticidas;

3)Vigilância Epidemiológica da Dengue: desafios e perspectivas;

4)Sistemas de informação e aspectos da gestão.

Alguns temas de debate foram: “Aspectos da organização da vigilância da Febre de Chikungunya no Brasil’ que apresentou o modelo de Preparação e Resposta à Introdução do Vírus Chikungunya no Brasil baseado na guia da OPAS/OMS e CDC Preparación y respuesta ante la eventual introducción del virus chikungunyao tema "Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti" e a palestra "Óbitos por dengue no Brasil: por que ainda acontecem?" que dentre as explanações abordou os desdobramentos da Avaliação Externa do Componente de Atenção ao Paciente da Estratégia de Gestão Integrada para Prevenção e Controle da Dengue no Brasil conduzido pela OPAS.

Para facilitar o debate e a logística foram realizadas duas reuniões macrorregionais. Uma para os profissionais das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste que ocorreu no Rio de Janeiro nos dias 24 e 25 de abril e outra para região Norte e Nordeste em Brasília nos dias 31 de março e 1 de abril. 

Para abertura da macrorregional Norte e Nordeste compuseram a mesa diretora a Secretária Substituta de Vigilância em Saúde, Sônia Brito, o Consultor Nacional em Dengue  da OPAS no Brasil, Carlos Frederico Campelo de Albuquerque e Melo, o Assessor Técnico do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), Nereu Henrique Mansano, o Representante do Conselho Nacional de Secretárias Municipais de Saúde (CONASEMS), Alessandro Aldrien , o Diretor do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, Cláudio Maierovitch Pessanha Henriques e o Coordenação Geral do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Evelim Coelho.

Para ter acesso as apresentações da macrorregional, CLIQUE AQUI

Foto: Maurício Bazilio