A partir da publicação da Resolução “Melhorando a Segurança no Trânsito”, em espanhol, na Assembleia Geral das Nações Unidas, em 10 de abril de 2014, os Estados-Membros, agências das Nações Unidas, organizações intergovernamentais, ONG e o setor privado foram convidados a apresentar comentários e sugestões ao documento preliminar, “Minuta Zero”, da Declaração de Brasília sobre Segurança no Trânsito,  elaborado após consultas preliminares junto ao grupo de Amigos da Década.

Em abril de 2014, a Assembleia Geral das Nações Unidas acolheu a oferta do Governo Brasileiro para sediar a 2ª Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito, em Brasília, entre 18-19 de novembro de 2015.  Este encontro contará com participantes, de cerca de 150 países, incluindo autoridades das áreas da Saúde, Transportes, Segurança Pública e representantes da sociedade civil.

Como agência designada no sistema das Nações Unidas para liderar os esforços no campo da segurança no trânsito, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e suas representações regionais, como a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) no Brasil, organizam a Conferência junto ao Governo brasileiro, no protagonismo da área de Saúde, que vem reforçando sua presença nas questões do trânsito, dado o impacto que o tema representa no setor.

A exemplo do ocorrido na Federação Russa, quando da Primeira Conferência Ministerial Global sobre Segurança no Trânsito, em 2009, o encontro de Alto Nível em Brasília resultará em uma “Carta” – a Declaração de Brasília sobre Segurança no Trânsito, que já dispõem de uma versão preliminar para consultas e envio de opiniões. O envio de opiniões ou considerações devem ser enviadas em formato Word e identificando sua instituição (nome, telefone, e-mail de contato) e detalhamento por parágrafos de preâmbulo (acrescentar, excluir ou alterar o PP01, por exemplo) ou operacionais (acrescentar, excluir ou alterar o OP02, por exemplo), para o e-mail  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até o dia 2 de maio de 2015.
 

Saiba mais: