1207vacinasaramporubeola12 de julho de 2016 – A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) lembra a importância de as pessoas que planejam ir aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro, se vacinarem contra sarampo e rubéola pelo menos duas semanas antes de viajar. As Olimpíadas acontecerão entre os dias 5 e 21 de agosto no Brasil, seguidas das Paralimpíadas, marcadas para ocorrer entre 7 e 18 de setembro deste ano.

Nas Américas, a transmissão endêmica do sarampo foi interrompida em 2002 e a transmissão de rubéola em 2009. Em 2015, um comitê internacional de especialistas certificou que a região havia eliminado a rubéola e a rubéola congênita. Uma comissão internacional espera poder declarar a região livre do sarampo em um futuro próximo. Entretanto, os viajantes procedentes de países onde esse vírus circula que não se vacinaram podem reintroduzi-lo no hemisfério.

“É fundamental que todas as pessoas que viajarão para os Jogos estejam em dia com suas vacinas para poder manter a região livre do sarampo e da rubéola”, afirmou a diretora da OPAS, Carissa F. Etienne.

A previsão é de que o evento atraia cerca de 500 mil visitantes e participantes de países de todo o mundo. Em 2015, 104 Estados notificaram casos de sarampo.

A OPAS/OMS recomenda a todos os viajantes que, além de garantirem as vacinas de rotina, considerem tomar vacinas adicionais, dependendo de seus itinerários. Clique aqui para mais detalhes.