24.11 - shangai site24 de novembro de 2016 – O Brasil foi um dos Estados-Membros da Organização Mundial da Saúde (OMS) presentes na 9ª Conferência Global de Promoção da Saúde, encerrada nesta quinta-feira (24) em Xangai, China. O secretário executivo do Ministério da Saúde brasileiro, Antônio Nardi, apresentou em sessão paralela as ações e resultados do país em relação à nutrição.

Entre as iniciativas apresentadas por ele, está o Guia Alimentar para a População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde do Brasil, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e a Universidade de São Paulo (USP). Essa publicação apresenta combinações saudáveis para o café da manhã, almoço, jantar e lanches, respeitando as diferenças regionais e sugerindo alimentos e bebidas de fácil acesso para os brasileiros.

Nardi ressaltou ainda a relevância da Década de Ação das Nações Unidas sobre Nutrição, de 2016 a 2025, para fortalecer as iniciativas relacionadas ao tema.

Década
A Assembleia Geral da ONU proclamou em abril deste ano a Década de Ação das Nações Unidas sobre Nutrição, de 2016 a 2025. Os governos dos países, ao concordarem com essa resolução, se comprometeram a exercer seus papéis primários e responsabilidades para enfrentar a desnutrição, baixa estatura, as tendências crescentes em sobrepeso e obesidade e reduzir a carga de doenças não transmissíveis relacionadas com a alimentação, em todos os grupos etários.

A OMS, em conjunto com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), lidera a implementação da Década de Ação para a Nutrição, em parceria com diversas entidades.

Carta de Curitiba
Durante a 9ª Conferência Global, em Xangai, foi apresentada a Carta de Curitiba sobre Promoção da Saúde e Equidade, que é resultado da 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde da UIPES, realizada em maio deste ano no Paraná. O documento contou com colaboração de diversas entidades, entre elas a OPAS/OMS.

Crédito da imagem: alarico/Shuttherstock.com